Os dois países já possuem acordo no Mar Mediterrâneo

(ANSA) – O governo da Itália aprovou nesta segunda-feira (2) a doação de mais 12 barcos de patrulha para a Líbia. O objetivo é oferecer mais recursos para as autoridades de Trípoli realizarem resgates no Mediterrâneo.

A medida foi chancelada pelo Conselho dos Ministros, presidido pelo premier Giuseppe Conte. “Salvar mais vidas humanas e desencorajar a partida dos barcos da morte. É concreto o esforço que a Guarda Costeira e meu ministério fazem para permitir que a Líbia vigie melhor o próprio mar”, afirmou o ministro de Infraestrutura e Transportes da Itália, Danilo Toninelli.

Roma já equipou e treinou a Guarda Costeira do país africano, como resultado de um acordo firmado pelo governo anterior, do social-democrata Paolo Gentiloni. A medida contribuiu para uma redução de mais de 70% no número de deslocados externos que chegam aos portos italianos.