BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Valentino vê sua marca mudar de mãos pela terceira vez

Valentino vê sua marca mudar de mãos pela terceira vez

01 de junho de 2007 - Por Comunità Italiana
Valentino Garavani, cujos vestidos luxuosos vestem atrizes de Hollywood e a realeza européia há mais de 40 anos, se prepara para ver sua marca mudar de mãos pela terceira vez em dez anos.

O estilista italiano de 75 anos, que ergueu uma das casas de moda mais conhecidas do mundo, terá a empresa de participações privadas Permira como acionista majoritária do Valentino Fashion Group, depois de adquirir mais de 52 por cento das ações do grupo.

A Permira vai lançar uma oferta pelo restante da empresa, que é avaliada em cerca de 2,6 bilhões de euros.

Valentino, que se apresenta sempre bronzeado e de cabelos impecáveis, abriu seu ateliê na década de 1960.

Os vestidos de noite e os modelitos pretos e brancos elegantes que são sua marca registrada têm como público alvo os ricos glamurosos que frequentam almoços chiques e jantares de gala.

Em entrevista que concedeu em 2005 à revista New Yorker, ele perguntou: "Quem eu deveria vestir? As frequentadoras de shoppings de bairro?"

Ele disse a um jornal que atrizes como Cameron Diaz se parecem com mendigas quando comparadas às estrelas glamurosas do passado, porque parecem "desarrumadas em calças de agasalho".

Embora algumas pessoas tenham criticado seu conservadorismo, Valentino continua a ser uma das primeiras opções para ocasiões de tapete vermelho. Julia Roberts e Cate Blanchett vestiam criações dele quando receberam seus Oscar.

Jacqueline Valentino encomendou seu vestido de Valentino quando se casou com o armador grego Aristóteles Onassis.

Seus vestidos são vendidos por dezenas de milhares de dólares, ou mais ainda no caso de vestidos de noiva.

Seu próprio estilo de vida luxuoso, que inclui mordomos e pinturas de Picasso, acabou por espelhar o de suas clientes.

Em 1998 Valentino vendeu sua maison à holding HdP, que mais tarde vendeu o grupo, então deficitário, para a família Marzotto, um dos mais antigos grupos italianos do setor têxtil e de moda.

"Como não tenho herdeiros que trabalhem com moda, me dá grande satisfação saber que haverá alguém que manterá a grife viva depois que eu me for", disse o estilista na época.

Valentino se tornou o primeiro dos estilistas italianos famosos a ter seu nome cotado na bolsa de valores.

O Valentino Fashion group fez sua estréia na bolsa de Milão em 2005, depois de a família Marzotto ter decidido separar suas grifes rentáveis de seus negócios têxteis. O grupo também inclui as grifes Hugo Boss e Marlboro Classics.

Nascido em 1932 em Voghera, no norte da Itália, Valentino deixou seu país de origem ainda adolescente para estudar moda em Paris.

Em 1959 ele abriu uma casa de moda em Roma com o apoio de seu pai e um sócio, que mais tarde abandonou o empreendimento porque o estilista gastava muito dinheiro.

 

Fonte: Reuters 

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

Leia agora a edição 293

ENQUETE

O Ministério da Educação da Itália lançou uma circular em que proíbe o uso de celulares e dispositivos eletrônicos análogos em salas de aula de todo o país. Você concorda com a medida?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 08h45
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.