Trento, na região do Trentino-Alto Ádige, foi avaliada pela primeira vez como a cidade “mais verde” da Itália, segundo um relatório elaborado pela ONG Legambiente e divulgado na segunda-feira (28)   

A capital do Trentino-Alto Ádige assumiu a ponta do ranking, que avaliou nesta edição 104 cidades, por ter apresentado os melhores índices de qualidade do ar, utilização de transporte público pela população e mobilidade, como o uso de bicicletas.   

Trento ficou na liderança da lista com uma pontuação de 81,20%, sendo seguido por Mântua (80,6%), na Lombardia, e Bolzano (76,4%), no Trentino-Alto Ádige.   

Entre os 50 primeiros mais bem posicionados estão grandes cidades como Bolonha (13º), Florença (24º), Perugia (26º) e Milão, que perdeu nove lugares e ocupa a 32ª colocação. A capital italiana terminou na 89ª colocação, com apenas 39,8% pontos. Turim, por sua vez, está uma posição a frente de Roma, com 40,3% pontos. Já a cidade de Catania ficou com o último posto.   

A cidade que ganhou mais posições na lista foi Agrigento (59º), que subiu 44 degraus. Já Isernia (99º) despencou 43.   

Confira as 10ª primeiras colocadas

1º – Trento – 81,20%
2º – Mântua – 80,59%
3º – Bolzano – 76,40%
4º – Pordenone – 75,45%
5º – Parma – 74,72%
6º – Pesaro – 70,63%
7º – Treviso – 70,41%
8º – Belluno – 70,18%
9º – Oristano – 69,01%
10º – Ferrara – 68,55%
(com dados da Ansa)