A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) entregou para a TIM o Prêmio Anatel de Acessibilidade em Telecomunicações 2019. A classificação, que também envolve as operadoras Claro, Vivo, Sky e Oi, leva em consideração ações que possibilitam estimular a melhoria no atendimento às pessoas com algum tipo de deficiência.

De acordo com o Censo Demográfico de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 50 milhões de pessoas declararam pelo menos uma deficiência, seja visual, auditiva, mental ou intelectual. A taxa é alta, que representa 23,9% da população brasileira, e isso só confirma a necessidade de um atendimento amplo para essa faixa de consumidores.

O Ranking de Acessibilidade está previsto no Regulamento Geral de Acessibilidade (Resolução 667/2016) e é resultado de diversas fiscalizações realizadas pela Anatel em 2018, as quais verificaram os seguinte indicadores: Acessibilidade na Página da Internet (API); Atendimento especializado nos Setores de Atendimento no estabelecimento (ASA); e Eficiência dos mecanismos de interação via mensagem eletrônica, webchat e videochamada nos canais de atendimento remoto para pessoas com deficiência (ERA). Além disso, também foram consideradas as ações voluntárias que incentivem, divulguem ou assegurem os direitos das pessoas com deficiência (AVI).

Como exemplo, é possível citar documentos em formato acessível no site (API), atendimento à pessoa com deficiência auditiva nas lojas (ASA), funcionamento adequado de Libras por videochamada (ERA) e disponibilização de Código de Defesa do Consumidor em Braile nas lojas de atendimento da prestadora (AVI).

A Vivo vem logo atrás da TIM, na segunda colocação deste ano, seguida por Oi, Sky e Claro, que ficou na quinta posição.