A taxa de desemprego na Itália caiu para 9,9% no segundo trimestre de 2019, uma redução de 0,4 ponto percentual em relação aos três meses anteriores.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (12) pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat) e também mostram que o índice de desocupação atingiu o valor mais baixo desde o quarto trimestre de 2011, quando estava em 9,2%.

A queda do desemprego já era apontada pelos indicadores mensais desde maio, quando o índice ficou abaixo de 10% pela primeira vez desde fevereiro de 2012.

Já o número de empregados no segundo trimestre de 2019 cresceu 0,6% (130 mil unidades), com aumento tanto nos contratos permanentes (0,7%, +97 mil unidades) quanto nos de tempo determinado (0,5%, + 16 mil).

“Essas dinâmicas do mercado de trabalho se inserem em uma fase de substancial estagnação da atividade econômica”, alerta o Istat.