BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Speranza diz que suspensão de vacina contra Covid da AstraZeneca é apenas ‘precaução’

16 de março de 2021 - Por Comunità Italiana
Speranza diz que suspensão de vacina contra Covid da AstraZeneca é apenas ‘precaução’

Em meio à suspensão da vacina anti-Covid da AstraZeneca em diversos países europeus, o ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, afirmou nesta terça-feira (16) que quem já tomou o imunizante não tem razão para se preocupar. As restrições à vacina da multinacional anglo-sueca surgiram após o relato de alguns casos de trombose e embolia em pessoas recém-imunizadas. Até agora, não há nenhum elemento que indique uma relação de causa e efeito entre os dois eventos.

“Quem já tomou a vacina da AstraZeneca não tem razão para ficar preocupado, essa paralisação é apenas uma precaução. As vacinas continuam sendo a arma fundamental para sair desses meses difíceis”, declarou Speranza em um evento online promovido pelo jornal ‘Corriere della Sera’.

Mais de 15 países da Europa já suspenderam a aplicação da fórmula da AstraZeneca ou pelo menos do lote ABV 2856, com o qual foram vacinadas algumas pessoas que tiveram problemas de coagulação sanguínea. A última nação a anunciar a paralisação foi a Suécia.

Os países aguardam um posicionamento da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), que, no entanto, já reiterou diversas vezes que não há motivo para interromper a vacinação com o imunizante da AstraZeneca.

“A relação entre benefícios e riscos é considerada positiva”, declarou o responsável pela estratégia de imunização da EMA, Marco Cavaleri, em audiência no Parlamento Europeu na última segunda-feira. A agência fará uma reunião para discutir o assunto na próxima quinta.

Já o presidente da Agência Italiana de Medicamentos (Aifa), Giorgio Palù, afirmou nesta terça, ao Corriere della Sera, que não existem evidências científicas de uma relação “causa-efeito” entre a vacina e os casos de trombose.

“Nas bulas de medicamentos mais comuns estão elencados uma série de efeitos indesejados muito superiores àqueles das vacinas”, ressaltou. O Reino Unido, país que mais usou a fórmula da AstraZeneca até o momento, em 11 milhões de pessoas, se recusou a suspender o imunizante.

Segundo o governo britânico, os relatos de coagulação sanguínea registrados até agora “não são maiores do que o número que teria ocorrido naturalmente na população vacinada”.

Políticos italianos pressionam EMA a dar parecer

Diversos políticos da Itália começaram a pressionar a Agência Europeia de Medicamentos para dar um parecer definitivo sobre os casos de coagulação sanguínea registrados em pessoas recém-vacinadas. As críticas foram feitas logo depois a EMA informar que fará uma análise de dados nesta terça-feira e uma reunião extraordinária somente na próxima quinta-feira (18).

“A EMA deveria convocar uma reunião de imediato e trabalhar 24 horas por dia, dando certas respostas aos milhões de cidadãos que aguardam esclarecimentos”, afirmou o governador do Lazio e ex-secretário do Partido Democrático (PD), Nicola Zingaretti.

O ex-ministro do Interior e líder do ultranacionalista Liga, Matteo Salvini, por sua vez, afirmou que a AstraZeneca é “mais um fracasso da Europa”. “Não só as vacinas prometidas não chegam, mas as autorizadas são suspensas. Mas o que estão fazendo em Bruxelas? A EMA tem que esperar até quinta-feira?”, questionou.

Para Salvini, o governo italiano precisa correr para garantir a sua própria produção nacional e contatar outros países para o abastecimento e produção, além de correr para verificar a confiabilidade da vacina Sputnik e pedir ajuda à Índia e a Israel.

Já o ex-primeiro-ministro da Itália Paolo Gentiloni disse que em relação às vacinas é preciso “rapidez não só para a economia, mas sobretudo para a saúde.

“Ao mesmo tempo precisamos de certezas, por isso as medidas cautelares se justificam e temos de aguardar a avaliação da EMA que dará certeza aos nossos cidadãos”, acrescentou o atual comissário para a Economia da UE.

Enquanto isso, o diretor de Prevenção do ministério da Saúde, Gianni Rezza, garantiu que a “EMA irá se reunir brevemente para esclarecer quaisquer dúvidas” para que a Itália recomece “o mais cedo possível e em total segurança com a vacina AstraZeneca na campanha de vacinação”.

“Por isso confiamos que quem recebeu a primeira dose receberá a segunda na hora certa”, explicou.

Segundo Rezza, até agora, quase 7 milhões de doses foram administradas na Itália e “a Aifa e a vigilância do Serviço de Saúde registraram eventos adversos graves muito limitados”.

“A suspensão temporária da AstraZeneca foi decidida apenas por precaução em acordo com a Alemanha e a França”, concluiu.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (Istat), a Itália tem cerca de 220 mil mortes por ano em função de doenças no sistema circulatório, sendo 55.434 por patologias cerebrovasculares como aquelas que acometeram algumas pessoas vacinadas. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 7309
            [name] => AstraZeneca
            [slug] => astrazeneca
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 7309
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 26
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 8530
            [name] => EMA
            [slug] => ema
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 8530
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 5
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 6745
            [name] => Roberto Speranza
            [slug] => roberto-speranza
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 6745
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 32
            [filter] => raw
        )

    [3] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 2714
            [name] => Suspensão
            [slug] => suspensao
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 2714
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 3
            [filter] => raw
        )

    [4] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 7288
            [name] => Vacina de Oxford
            [slug] => vacina-de-oxford
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 7288
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 12
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Você acha que a CPI da covid conseguirá ajudar a fazer justiça relação às mortes pela pandemia de milhares de brasileiros?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 22h48
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.