Enel implementará mais de 40 iniciativas de digitalização e inteligência artificial para gestão de rede de energia pela primeira vez na América do Sul

A Enel lançou, no dia 9 de outubro, o Urban Futurability, projeto de transformação digital da rede elétrica do bairro Vila Olímpia, em São Paulo, através de novas tecnologias e inteligência artificial. Participou do evento o CEO global da empresa, Francesco Starace, e o governador do estado, João Doria.

“A Enel vai investir na criação do primeiro bairro digital de São Paulo, a Vila Olímpia, que em breve não terá mais postes e fios, e será referência para a expansão e transformação digital do nosso Estado”, declarou o governador.

Além disso, a empresa vai participar do projeto Citi (Centro Internacional de Tecnologia e Inovação) que será lançado no primeiro trimestre de 2020. Data antecipada anunciada por Dória durante o evento. Previsão anterior era 2021. “Na reunião que antecedeu esse anúncio, nós definimos para 2020”.

Governador do Estado de São Paulo, João Doria, e o CEO da Enel Francesco Starace

O projeto, que ocupará uma área de 650 mil metros quadrados em torno do Instituto de Pesquisas Tecnológicas da Universidade de São Paulo (USP), será “o primeiro Vale do Silício da América do Sul”, de acordo com o governador do estado.

Na Vila Olímpia, a Enel vai instalar 4,9 mil sensores que auxiliarão na operação e no processo de localização de defeitos. O projeto contemplará futuramente a incorporação de soluções de mobilidade elétrica, de mobiliário urbano conectado e de iluminação inteligente.

“Vila Olímpia é só o início de um projeto maior. Queremos levar a tecnologia que vamos empregar neste bairro para toda a metrópole”, garantiu o CEO da Enel.

O Projeto

O projeto na Vila Olímpia prevê, num segundo momento, soluções de mobilidade elétrica, mobiliário urbano conectado e de iluminação inteligente.

Os eletricistas poderão usar câmeras térmicas e dispositivos de realidade aumentada em smartphones e tablets, com informações das condições dos equipamentos da companhia na região em tempo real.

Segundo Nicola Cotugno, country manager da Enel no Brasil, “a infraestrutura elétrica da Vila Olímpia vai se tornar uma plataforma digital, inteligente e sustentável que possibilitará novas aplicações e o uso eficiente da energia”.

O projeto também busca materiais mais sustentáveis. As câmaras dos transformadores subterrâneos, que hoje são de concreto, passarão a ser feitas, principalmente, de plástico reciclado. Também está em desenvolvimento a troca dos transformadores com óleo mineral por outros com óleo vegetal ou sem óleo nenhum.

“Com digitalização e inteligência artificial, vamos deixar a rede preparada para conectar veículos elétricos e a geração distribuída, contribuindo com o crescimento sustentável da cidade”, contou Cotugno.

Investimento

Serão investidos aproximadamente R$125 milhões no projeto Urban Futurability nos próximos três anos, com recursos do programa de  Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A iniciativa foi lançada na quarta-feira (9) passada pelo CEO da Enel, Francesco Starace, e pelo governador do Estado, João Doria.