BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Senado rejeita emenda da oposição à lei sobre testamento biológico

Senado rejeita emenda da oposição à lei sobre testamento biológico

26 de março de 2009 - Por Comunità Italiana
ROMA – O Senado italiano rejeitou nesta quarta-feira as emendas à lei sobre o testamento biológico apresentadas pela oposição, que defende a possibilidade de o cidadão pedir antecipadamente a suspensão da alimentação e hidratação caso um dia fique em estado vegetativo.
    A votação final do testamento biológico será feita amanhã e deve proibir que aconteçam novos casos como o da italiana Eluana Englaro, que após 17 em estado vegetativo teve a alimentação e hidratação interrompidas e morreu no último mês.
    Na votação de hoje, as emendas ao projeto de lei receberam 105 votos a favor e 164 contra, sendo então rejeitadas. Segundo o ministro do Bem-Estar, Maurizio Sacconi, "o governo está satisfeito com o resultado da votação".
    A garantia de alimentação e hidratação a pacientes em estado vegetativo "é o coração desta medida, a razão principal dessa lei, até porque as sentenças da Justiça tinham aberto um problema onde evidentemente a regulação era insuficiente", comentou o ministro, referindo-se ao caso Eluana.
    A oposição, no entanto, criticou a postura do Senado italiano em relação às "melhorias" propostas pelo Partido Democrata (PD) à lei que será votada amanhã.
    "O PD tem uma posição que prevalece largamente, que é não, compartilhada por laicos e católicos, mas respeita a liberdade de consciência dos senadores que não querem votar contra", declarou Dario Franceschini, secretário do partido.
    "O Povo da Liberdade (coalizão governista) e a maioria abortaram qualquer tipo de discussão", lamentou-se por sua vez Felice Belisario, líder da bancada da Itália dos Valores (IDV) no Senado.
    "Queríamos o diálogo sem preconceitos. Não foi possível e a responsabilidade é toda do governo e da Justiça, que fecharam as portas a qualquer tentativa de diálogo", reiterou o parlamentar.

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

Leia agora a edição 294

ENQUETE

Governo Lula completa um mês. Até o momento acha que está no caminho certo?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 09h57
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.