Início » Segunda noite do Festival de Sanremo conta com apresentação de Morandi, Ranieri e Al Bano e protesto por mulheres do Irã

Segunda noite do Festival de Sanremo conta com apresentação de Morandi, Ranieri e Al Bano e protesto por mulheres do Irã

09 de fevereiro de 2023 - Por Comunità Italiana
Segunda noite do Festival de Sanremo conta com apresentação de Morandi, Ranieri e Al Bano e protesto por mulheres do Irã

Os cantores Gianni Morandi, Massimo Ranieri e Al Bano levaram ao delírio o público do Teatro Ariston ao se apresentarem juntos pela primeira vez na quarta-feira (8), na segunda noite do Festival de Sanremo. Morandi foi o primeiro a aparecer no palco, enquanto Ranieri surgiu do meio do público e Al Bano pela escada. Na sequência, os artistas, que fazem parte da história da música italiana, se uniram para cantar grandes sucessos.

Após a apresentação inédita, os três foram ovacionados no principal concurso musical da Itália, que ainda contou com apresentação do grupo Black Eyed Peas, que levantou o público no Teatro Ariston, e por um protesto do rapper italiano Fedez, que rasgou uma foto do vice-ministro da Infraestrutura, Galeazzo Bignami, vestido como oficial nazista.

Além disso, Al Bano, que completará 80 anos no dia 20 de maio, foi homenageado com quatro bolos, cada um representando 20 anos. A comemoração oficial do aniversário do italiano será no dia 18 de maio, na Arena Verona, em um evento transmitido pela TV.

Protesto por mulheres do Irã

A noite de quarta-feira, também serviu de palco para manifestações em defesa dos direitos das mulheres no Irã, país chacoalhado por uma revolta popular há quase seis meses devido à morte da jovem Mahsa Amini sob custódia da polícia.

“No Irã, eu não poderia me apresentar vestida desse jeito e maquiada, nem falar de direitos humanos no palco. Teria sido presa ou até assassinada, e é por isso que decidi que o medo não me dá mais medo”, disse a ativista Pegah, italiana de origem iraniana, na segunda noite do festival.

“Desde 16 de setembro de 2022, dia em que Mahsa Amini foi morta pela polícia moral, o povo iraniano está sacrificando seu sangue pelo direito de defender o próprio paraíso”, acrescentou.

Ao lado da atriz e cantora italiana Drusilla Foer, Pegah entoou uma canção que se tornou símbolo da revolta popular no Irã, “Baraye”, recém-premiada com o Grammy de melhor música para mudança social.

O concurso termina no próximo sábado (11), com 28 artistas em busca de seu cobiçado prêmio. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 00h25
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.