Após a polêmica manifestação antimáfia no distrito romano em Ostia, o portão da sede do Partido Democrático (PD) foi incendiado

De acordo com a Ansa, esta tensão na região começou desde as eleições em Ostia.

O senador Stefano Esposito falou sobre a manifestação antimáfia e sobre o incêndio em sua conta no Twitter.

“Ontem, a bela manifestação antimáfia. Nesta noite atearam fogo no portão da sede do Partido Democrático (PD) em Ostia”, escreveu.

“É uma coisa gravíssima na véspera da votação e na tarde de uma manifestação esplêndida sem bandeira contra a criminalidade. Hoje era uma assembleia de membros que estávamos planejando em frente a sede. Eles estão ao lado de Flavio De Santis, secretário do PD, Agostino Biondo, secretário do Dem, de todos os democratas de Ostia”, acrescentou.

O ex-premier Matteo Renzi, líder do PD, também falou sobre o assunto.

“Um abraço afetuoso para todos os rapazes do PD de Ostia. Nós dizemos com força: o PD não é intimado e não está ameaçado. A mensagem deve ser clara para todos, o PD não tem medo: todos podem tentar nos silenciar, calar a boca, mas nós vamos resistir com grande determinação e grande tenacidade”, ressaltou Renzi no Twitter.

Virginia Raggi também se posicionou sobre o acontecido “Solidariedade com a sede do PD de Ostia. Todos unidos na condenação de um ato intimidante que não nos assusta”.

Segundo informações da Ansa, o objetivo era analisar e reestruturar  a administração, que em 2015 havia sido desfeita por suspeita de infiltração da máfia.