Início » Secretário do PD acusa Rússia de interferir em campanha eleitoral na Itália

Secretário do PD acusa Rússia de interferir em campanha eleitoral na Itália

29 de agosto de 2022 - Por Comunità Italiana
Secretário do PD acusa Rússia de interferir em campanha eleitoral na Itália

O ex-premiê da Itália e secretário do Partido Democrático (PD), Enrico Letta, acusou a Rússia de interferir na campanha eleitoral do país para favorecer a direita no pleito do próximo dia 25 de setembro. “Há uma forte interferência da Rússia a favor da direita, porque [o governo russo] sabe que nossa posição continuará alinhada com a posição contra [Vladimir] Putin”, afirmou Letta em entrevista ao jornal espanhol ‘El Periódico’.

De acordo com as últimas pesquisas, o ultraconservador Irmãos da Itália (FdI), partido da deputada de extrema direita Giorgia Meloni, está em empate técnico com o PD, de centro-esquerda, mas sua coalizão com a Liga, de Matteo Salvini, e o Força Itália (FI), de Silvio Berlusconi, é a favorita para obter maioria no Parlamento.

No entanto, Letta defendeu que as sondagens não só dão vantagem à centro-direita, como indicam que “45% dos eleitores estão indecisos” e ressaltou que o Partido Democrático vai trabalhar nos “indecisos e abstencionistas” para “convencê-los dos riscos que correm com a direita”

Segundo o ex-premiê italiano, uma das principais “ameaças” para o país é acabar “fora do coração da Europa” e ao lado da Polônia e da Hungria”, dois países “liderados hoje por governos sancionados pela UE por muitas questões de direitos fundamentais”.

“De fato, é junto com esses governos que líderes políticos como Giorgia Meloni e Matteo Salvini gostariam de posicionar a Itália”, adverte Letta.

O secretário do principal partido de esquerda da Itália também lembra que o líder do ultranacionalista Liga e Berlusconi são “dois amigos da Rússia”.

Quanto ao programa de governo, Letta defende que a prioridade deve ser “começar o quanto antes” o plano de recuperação pós-covid com fundos europeus, “colocar um teto no preço da energia”, como já foi feito na Espanha recentemente, “combater a crise climática”, reduzir as desigualdades e “reduzir fortemente os impostos sobre o trabalho”.

Para o ministro das Relações Exteriores, Luigi Di Maio, a “situação econômica pode piorar” com uma possível vitória do trio formado por “Meloni, Salvini e Berlusconi, uma coalizão que está colocando a Itália em risco”.

Jornal: Espiã russa se infiltrou em base da Otan na Itália

Uma investigação jornalística realizada durante 10 meses revelou na última sexta-feira (26) que uma mulher de nacionalidade russa ficou infiltrada por anos como espiã na base da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Nápoles, na Itália.

A apuração, conduzida pelo jornal italiano “La Repubblica” em conjunto com o site de investigação Bellingcat, a revista alemã Der Spiegel e The Insider, reconstruiu a missão secreta daquela que é definida como “a protagonista da mais sensacional operação de inteligência realizada pela Rússia na Itália”.

Trata-se de María Adela Kuhfeldt Rivera, de 30 anos, que dizia ser nascida no Peru e que tinha pai alemão. No entanto, investigações posteriores apontaram que o nome verdadeiro da mulher era Olga Kolobova e que se tratava da filha de um coronel do Exército de Moscou.

Segundo a reportagem, a espiã russa conseguiu ser inserida nos círculos de influência social de Nápoles para depois poder se infiltrar no pessoal da base da Otan e da Sexta Frota da Marinha dos Estados Unidos.

“O principal traço que liga ela aos serviços secretos de Moscou é o passaporte russo usado para entrar na Itália: pertence à mesma série especial usada pelas agentes da inteligência militar sob as ordens do Kremlin”, diz o “La Repubblica”.

No entanto, o jornal italiano informou que a “investigação não conseguiu reconstruir quais informações foram obtidas pela espiã, ou se ela conseguiu disseminar vírus nos telefones e computadores de seus amigos”, mas sabe-se que “nenhum agente russo jamais conseguiu penetrar tão profundamente” com funcionários de alto escalão da Otan e da Marinha norte-americana.

De acordo com a apuração jornalística, o paradeiro de Olga Kolobova se tornou desconhecido desde setembro de 2018, quando o Bellingcat e o The Insider divulgaram os nomes dos espiões russos que tentaram envenenar o agente Sergey Skripal. Na ocasião, ela deixou a região de Nápoles e seguiu em direção a Moscou, sem deixar rastros.

Após a divulgação da reportagem, a embaixada russa respondeu com uma caricatura irônica publicada em suas redes sociais. “Se você vê espiões russos em todos os lugares, talvez você leia demais o Repubblica”, diz a legenda do desenho que mostra um homem sentado em um banco olhando desconfiado a supostos espiões que o cercam.

Em nota, o jornal italiano rebateu, afirmando que “a embaixada russa na Itália se baseia em uma caricatura sombria para zombar de nossa investigação sobre espionagem do Kremlin na Itália”.

“Ao identificar nossos leitores com uma imagem que resume todos os estereótipos mais negativos sobre os italianos. Teria sido preferível receber comentários sobre nossas revelações detalhadas do embaixador Razov e seus colaboradores, para responder às perguntas legítimas sobre as atividades ilegais realizadas no nosso país da cidadã russa Olga Kolobova, também conhecida como Maria Adela Kuhfeldt Rivera, e por que Moscou está dedicando tantos recursos à espionagem da Itália”, enfatizou o “La Repubblica” no comunicado.

Para o ex-premiê da Itália e secretário do Partido Democrático (PD), Enrico Letta, “as revelações do ‘La Repubblica’ sobre as atividades de espionagem russa na Itália são muito sérias” e “a embaixada russa deveria estar dando respostas em vez de reagir da maneira inaceitável como a que se expressou hoje”. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 00h51
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.