Nesta segunda-feira (24), a Inter de Milão e o Milan anunciaram que o estádio San Siro será demolido para a construção de uma nova arena.

“Vamos fazer um novo San Siro juntos, ao lado do antigo, na mesma área da concessão. O velho será derrubado e em seu lugar haverá novos edifícios”, disse Paolo Scaroni, presidente do Milan.   

A declaração foi dada ao lado de Alessandro Antonello, CEO da Inter, durante coletiva de imprensa em Lausanne, na Suíça, onde ocorreu a escolha da sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2026.   

Nenhum dos cartolas deu detalhes sobre as datas da demolição e da construção do estádio, mas Antonello disse que os clubes irão realizar o projeto em conjunto para que as equipes mandem seus jogos na próximas temporadas.

O estádio, que foi inaugurado em 1926, passou pela sua última grande reforma no final dos anos 1980, quando fez o terceiro anel, realizado em função da Copa do Mundo de 1990, disputada na Itália. Em conjunto, os dois clubes de Milão querem levantar uma arena mais moderna.

Mais cedo, o prefeito de Milão, Giuseppe Sala, afirmou que a festa de inauguração das Olimpíadas será no gramado do Giuseppe Meazza, por isso o trabalho no estádio deve começar em breve. A expectativa do Milan é que a nova arena já esteja pronta para a temporada 2023/24.