O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, anunciou ontem (26) que os 140 migrantes que estão desde esta quinta-feira a bordo de embarcações da Guarda Litorânea italiana não desembarcarão se não se chegar a um acordo para sua distribuição em países europeus.

A Guarda Litorânea interveio ontem para resgatar vários botes infláveis à deriva no Mediterrâneo central e baldeou cerca de 50 que tinham sido resgatados pelo pesqueiro italiano Accursio Giarratano.