BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Salvini é alvo de protestos durante comício na Itália

11 de agosto de 2019 - Por Comunità Italiana
Salvini é alvo de protestos durante comício na Itália

O comício do vice-premier e ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, realizado na noite de sábado (10) em Soverato, na região da Calábria, foi marcado por protestos. Centenas de manifestantes cantaram a música “Bella Ciao”, símbolo da resistência antifascista, e exibiram cartazes e bandeiras do Movimento 5 Estrelas (M5S).

As autoridades foram acionadas e o evento interrompido temporariamente devido a danos no sistema de som. Do palco, o líder da extrema-direita explicou que “um idiota danificou o sistema de som e foi bloqueado e identificado”. “Danificar um sistema elétrico não é uma boa educação. Mas se eles vierem danificar uma planta, isso significa que estamos vencendo nossa batalha pela civilização”, afirmou o vice-premier. Salvini ainda ressaltou que os manifestantes “precisariam de um pouco de serviço militar ou de um pouco de voluntariado na paróquia ou com os idosos” para terem o que fazer. Além disso, o ministro lamentou o fato de que “mulheres e homens da polícia devem se ocupar desses filhos de pais mimados”.
   

O protesto contra o líder do partido Liga Norte ocorre em meio à crise política que coloca em risco a continuidade da coalizão com o M5S. Salvini defende novas eleições e seu partido já abriu uma moção de desconfiança contra o primeiro-ministro Giuseppe Conte, evidenciando o racha no governo italiano. Hoje, Salvini voltou a pressionar o Senado da Itália para se expressar até o próximo dia 15 de agosto sobre a crise. “Nada atrapalha. Os italianos querem um governo forte e livre”, disse.
   

O ministro do Interior ainda reforçou que quer que a votação seja realizada até, no máximo, o mês de outubro. O ex-premier da Itália Matteo Renzi, por sua vez, afirmou que “o voto imediatamente seria insano” e fez um apelo para todas as forças políticas durante entrevista ao jornal italiano “Corriere della Sera”. Na publicação, o político de centro-esquerda explicou que o presidente Sergio Mattarella será capaz de avaliar a tarefa de um primeiro-ministro autoritário. “Ele terá escolhas: devemos dar-lhe hipótese concreta”.

(com informações da ANSA)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários