Campeã de maneira antecipada, a Juventus tirou descaradamente o pé do acelerador no Campeonato Italiano. E a Roma, como tem nada a ver com isso, venceu por 2 a 0 na tarde deste domingo (12), no Estádio Olímpico, a partida marcada pela estreia do polêmico uniforme da Velha Senhora e pela resposta à altura de Florenzi depois da provocação de Cristiano Ronaldo.

A Juventus escolheu o jogo deste domingo para vestir pela primeira vez o uniforme que será o número 1 da equipe na próxima temporada – e que deu o que falar principalmente por extinguir as tradicionais listras verticais alvinegras. “Não tema as mudanças, guie-as” é o slogan do lançamento.


Dybala cumprimenta torcedores com o novo uniforme da Juventus — Foto: REUTERS/Alberto Lingria

Conceitos de moda polêmicos à parte, foi uma partida bastante dura e equilibrada na capital italiana. Tanto é que, no início do segundo tempo, Cristiano Ronaldo e Florenzi se desentenderam. No meio do bate-boca, no auge dos seus 1,87m de altura, o craque português gesticulou como se estivesse chamando de baixinho o adversário italiano, que tem 1,73m. Logo em seguida, os dois fizeram as pazes cumprimentando-se.


Cristiano Ronaldo, da Juventus, pede silêncio a Florenzi, da Roma, durante discussão — Foto: REUTERS/Alberto Lingria

Passados cerca de 15 minutos depois da confusão, com uma assistência precisa de Dzeko, Florenzi invadiu a área pela direita e esbanjou categoria ao dar um toque por cima do goleiro Szczesny e abrir o placar da partida. E Dzeko, já nos acréscimos, decretou a vitória por 2 a 0 num contra-ataque veloz da Roma.

Com o resultado, a Roma foi aos 62 pontos e segue na sexta colocação do Campeonato Italiano. Tem a mesma pontuação do Milan (quinto colocado) e está a um ponto da Inter de Milão (quarta) – a Inter, no entanto, vai a campo neste segunda e pode voltar a aumentar a vantagem. Vale lembrar que restam duas rodadas para o fim da competição.

As duas equipes voltam a campo no próximo sábado. Enquanto a Juventus visita a Sampdoria, a Roma recebe o Parma novamente no Estádio Olímpico.

(GE)