Eusebio Di Francesco não é mais o técnico da Roma. Menos de um ano após a histórica campanha na Liga das Campeões, na qual eliminou o Barcelona e foi às semifinais, o técnico italiano acabou demitido nesta quinta-feira (7)

A equipe não vinha de bons resultados na temporada, e o fim da linha foi a eliminação nas oitavas de final para o Porto na última quarta-feira. Campeão inglês com o Leicester, Claudio Ranieri é o favorito para substitui-lo.

Campeão italiano com os giallorossi em 2001, Di Francesco voltou ao clube em 2017 para ocupar o cargo de treinador. Logo na primeira temporada, ao levar o clube às semifinais da Liga dos Campeões, algo que só tinha acontecido uma vez (em 1984), depois de vencer o Barcelona por 3 a 0 (graças ao gol fora marcado no jogo de ida, na derrota por 4 a 1 em Barcelona).

– Em meu nome e de todos na Roma, gostaria de agradecer a Eusebio pelo trabalho e compromisso. Desde que voltou ao clube, ele sempre atuou profissionalmente e colocou as necessidades do clube à frente das suas. Nós desejamos a ele tudo de melhor para o futuro – disse o presidente da Roma, Jim Pallotta.

Nesta temporada, entretanto, a equipe não faz boa temporada. Além da eliminação precoce na Champions, a Roma ocupa a quinta colocação na tabela, que sequer dá vaga na próxima edição da Liga dos Campeões. Além disso, foi eliminada da Copa da Itália com uma goleada por 7 a 1 para a Fiorentina.

(GE)