Salvatore Loi é um dos mais renomados chefs italianos no Brasil. Prestes a completar 20 anos no país, o cozinheiro da Sardenha iniciará em breve uma aventura inédita em sua bem-sucedida trajetória na cena gastronômica de São Paulo.   

Um dos restaurantes de Loi na capital paulista, o Mondo Gastronômico, marcará sua primeira participação na Settimana della Cucina Regionale Italiana (Semana da Cozinha Regional Italiana), cuja oitava edição acontece de 21 a 27 de outubro.   

Já tida como um dos eventos mais aguardados do calendário gastronômico paulistano, a Settimana traz um chef de cada uma das 20 regiões da Itália para cozinhar em 20 restaurantes de São Paulo.   

“Completo 20 anos no Brasil em novembro, e coincidiu com minha participação na Settimana. Tudo parece ter sido feito para festejar. Para mim, será uma grandíssima oportunidade. Quando me convidaram, aceitei na hora”, contou Loi, em entrevista à agência de notícias italiana durante a festa de lançamento do evento, realizada na residência oficial do cônsul-geral da Itália em São Paulo, Filippo La Rosa.   

O Mondo Gastronômico receberá o chef Giacomo Campodonico, da Ligúria, que cozinhará receitas como mil-folhas de polvo com batata temperada e milho verde, nhoque de batata e azeitona com camarão e lulinhas ao molho de tomate fresco e torta sacripantina, uma sobremesa tradicional dessa região do noroeste da Itália e que leva pão de ló, licor de amaretto e chocolate.   

“A gastronomia da Ligúria é importantíssima e marcante, com azeites, manjericão, pinoli, queijos, peixes. O menu do Giacomo será uma belíssima viagem para o cliente, que vai se apaixonar e querer conhecer a Ligúria pessoalmente”, disse Loi.   

A Semana da Cozinha Regional Italiana acontece de 21 a 27 de outubro

Expectativa

Outros restaurantes paulistanos também estão na expectativa pela Settimana della Cucina Italiana, como o Spadaccino, de Paula Lazzarini. Especializada na culinária de Bolonha, na Emília-Romagna, a casa receberá o chef Claudio Rocchi, que apresentará em São Paulo a tradição do Lazio.   

“Sempre dizem que o Lazio tem uma cozinha pobre, no sentido de ser simples, mas saborosa”, afirmou Lazzarini. Entre os pratos no cardápio estão o tradicional spaghetti all’amatriciana, – símbolo da cidade de Amatrice, devastada por um terremoto em agosto de 2016 -, as costelinhas de cordeiro grelhadas com ervas aromáticas e o bacalhau à moda de Trastevere, o bairro da boemia em Roma. “São sabores únicos, marcantes, únicos”, elogiou a chef.   

Já o Supra di Mauro Maia receberá Alessio Marrangoni, da região de Abruzzo, no centro da Itália, com um menu que inclui minialmôndegas de queijo pecorino e ovo, ravióli de carne bovina ao açafrão, cordeiro ao forno com trufa negra e filé de robalo com recheio de crustáceos e purê de grão-de-bico.   

“Estamos bastante ansiosos. Abruzzo é uma região muito boa, que tem tanto mar quanto terra, vamos usar tartufo fresco em um dos pratos. O público pode esperar bastante coisa boa”, disse Maia.   

Os preços dos menus vão de R$ 78 a R$ 169 no almoço (entrada, primeiro ou segundo prato e sobremesa) e de R$ 130 a R$ 259 no jantar (entrada, primeiro e segundo pratos e sobremesa).   

Maior edição

Criada em 2012, a Settimana deve ter em 2019 sua maior edição em termos de público. Em 2018, 13 mil pessoas degustaram os menus da cozinha regional italiana, e o objetivo para este ano é ir além.   

“Queremos fazer mais e melhor”, disse o cônsul Filippo La Rosa, que vê na Settimana uma oportunidade de divulgar as várias facetas da gastronomia da Itália. “A cozinha muda de lugar para lugar, e cada local tem seu próprio ingrediente. Para nós, é um orgulho apresentar esse número tão grande de produtos da nossa terra”, acrescentou.   

A edição 2019 da Settimana incluirá um guia sobre os chefs, restaurantes e menus participantes, mas também com um elenco dos produtos italianos que contam com denominações de origem protegida e, nas palavras do cônsul, são o “pilar” da gastronomia do país.   

A realização do evento está a cargo do Consulado-Geral da Itália em São Paulo e da Accademia della Cucina Italiana, representada por Gerardo Landulfo, que promete que a 8ª Settimana será “a melhor de todos os tempos”.   

Os organizadores vêm apostando em ações de divulgação que incluem a nomeação da apresentadora Ana Maria Braga como madrinha do evento em 2019 e uma grande festa de lançamento no Museu da Imigração, no dia 20 de outubro, com ingressos a R$ 10.   

A celebração na antiga Hospedaria de Imigrantes terá alimentos e bebidas com preços entre R$ 10 e R$ 40 e um menu de R$ 88 por pessoa no refeitório do museu, além de apresentações artísticas, degustações, oficinas e palestras.   

“A gente quer realmente que os paulistanos, que já gostam da Itália, fiquem ainda mais perto dela”, disse Landulfo. (ANSA)