Os dois “Matteos” que protagonizam a política italiana na segunda metade desta década farão um aguardado debate televiso em meados de outubro   

Segundo o ex-premier Matteo Renzi, de centro-esquerda, o ex-ministro do Interior Matteo Salvini, líder da ultranacionalista Liga, aceitou um convite para debater na emissora pública Rai entre os dias 15 e 17 do mês que vem.   

“Finalmente nos confrontaremos com o homônimo. Será divertido”, anunciou Renzi na quinta-feira (19) em suas redes sociais. O ex-premier tenta levar Salvini a um debate desde as eleições do início do ano passado, mas o confronto nunca ocorreu.   

Renzi governou a Itália entre fevereiro de 2014 e dezembro de 2016 e pertencia ao Partido Democrático (PD), principal sigla de esquerda no país, mas se desfiliou para fundar uma nova legenda de centro, batizada como Itália Viva.   

Com uma trajetória de ascensão e queda meteóricas, Renzi se viu ofuscado por Salvini a partir de 2018, quando o líder da Liga assumiu o Ministério do Interior e ganhou popularidade com sua cruzada contra migrantes.   

O crescimento nas pesquisas fez Salvini tentar derrubar o governo de Giuseppe Conte em agosto passado, mas o populista Movimento 5 Estrelas (M5S), maior partido no Parlamento, evitou novas eleições ao fechar uma aliança inesperada com o PD. (ANSA)