BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Renzi contesta plano de reforma elaborado por Conte e gera tensão no governo

29 de dezembro de 2020 - Por Comunità Italiana
Renzi contesta plano de reforma elaborado por Conte e gera tensão no governo

O ex-primeiro-ministro da Itália Matteo Renzi, líder do partido minoritário na base aliada, o centrista Itália Viva (IV), apresentou na segunda-feira (28) um plano de reforma para utilizar a ajuda do fundo de recuperação da União Europeia para o pós-pandemia e provocou mais tensão no governo. 

Renzi compareceu a uma entrevista coletiva no Senado para explicar que seu partido não concorda com 61 pontos das 103 páginas do plano traçado pelo governo liderado pelo primeiro-italiano Giuseppe Conte e apresentou um texto batizado “CIAO” que inclui investimentos em cultura, infraestrutura, meio ambiente e o que ele chamou de “oportunidade”.     

“O fio condutor é a palavra trabalho. Achamos que podemos criar milhares de empregos”, anunciou Renzi.  

Segundo o ex-premiê italiano, o plano elaborado por Conte “carece de ambição, não tem alma”. “Vemos que não há uma única mão que escreve. É uma colagem às vezes remendada de peças de diferentes ministérios. Dá para ver a mão burocrática de quem junta as peças”, disse.   

Durante sua apresentação, Renzi chegou a ser questionado se seu projeto era uma forma de romper os laços no Executivo e provocar uma nova crise, que poderia resultar até na realização de eleições gerais, mas o líder do IV enfatizou que só ele está pensando no bem da Itália.   

Além disso, o político, que renunciou ao cargo de primeiro-ministro após o fracasso da reforma constitucional do Senado em 2017, afirmou que seu partido não tem intenção de permanecer no poder a todo custo.   

“Se houver um acordo, tudo bem, mas se não houver acordo é claro que vão ficar sem nós e os ministros vão renunciar. Não estamos à procura de poltronas, mas de ideias”, acrescentou Renzi, avisando que apresentará suas propostas na próxima quarta-feira (30) ao restante do Executivo.   

A declaração diz respeito às ministras do IV que compõe a equipe governamental – Teresa Bellanova (Agricultura) e Elena Bonetti (Família) – , além do vice-chanceler Ivan Scalfarotto.   

No início do mês, o ex-premiê já havia ameaçado derrubar o governo de Conte se o atual primeiro-ministro não recuasse de seu projeto de confiar a gestão dos recursos do fundo de recuperação da União Europeia a uma força-tarefa.   

A crise começou após Conte anunciar a intenção de montar uma força-tarefa de técnicos para gerir os repasses do fundo criado pela UE para resgatar a economia do bloco no pós-pandemia. O pacote europeu totaliza 750 bilhões de euros, e a Itália será sua maior beneficiária em números absolutos, com 208,8 bilhões de euros. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 527
            [name] => Matteo Renzi
            [slug] => matteo-renzi
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 527
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 27
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 197
            [name] => UE
            [slug] => ue
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 197
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 147
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Grupo de partidos e associações da Itália iniciaram campanha para convocar um plebiscito sobre a descriminalização do cultivo e do uso da maconha. Você é a favor da liberação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 15h19
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.