Esboço foi revelado graças a um sistema de raio-X

Uma pesquisa realizada em uma das obras mais famosas do gênio renascentista Leonardo Da Vinci (1452-1519), Virgem das Rochas, revelou novos esboços sobre uma composição escondida sob a pintura.

A descoberta foi feita por especialistas da National Gallery, em Londres, que estudam obras do italiano para uma exposição a ser lançada em 9 de novembro. A informação foi divulgada pela “BBC” na última quinta-feira (15).

Segundo os pesquisadores, foram descobertos projetos iniciais para o anjo e o menino Jesus. Os desenhos, no entanto, têm diferenças significativas se comparados com a pintura final. Os dois foram posicionados mais acima no desenho, com o anjo voltado para fora e olhando para baixo.

Entretanto, não se sabe por que o artista italiano abandonou a ideia original. Em comunicado, o museu britânico explicou que a nova composição foi encontrada porque os esboços foram criados em um material que contém zinco. Esses traços, porém, ficaram visíveis graças a um sistema de raio-X e imagens infravermelhas e hiperespectrais.

Da Vinci foi contratado para pintar a Virgem das Rochas para decorar um retábulo de capela em Milão em 1483. O nome completo da obra é A Virgem com o Menino São João Batista, adorando o Menino Jesus, acompanhados por um Anjo. Esta não é a primeira vez que os rascunhos originais da Virgem das Rochas foram localizados. Em 2005, um estudo identificou que a postura da Virgem foi alterada, tal como as duas primeiras versões da obra de Da Vinci. Uma das pinturas está no Museu do Louvre, em Paris.

(com informações da ANSA)