BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Procuradoria da Federação Italiana de Futebol pede afastamento do presidente da Juventus

15 de setembro de 2017 - Por Fernanda Queiroz
Procuradoria da Federação Italiana de Futebol pede afastamento do presidente da Juventus

 

A Procuradoria da Federação Italiana de Futebol (Figc) pediu o afastamento por dois anos e meio do presidente da Juventus, Andrea Agnelli, por conta da sua “relação não autorizada por regulamento” com torcedores organizados da equipe, os chamados “ultràs”.

O caso refere-se, mais especificamente, as ações ilegais na venda de ingressos para os organizadores e atinge outros membros da diretoria do clube bianconero.

Além disso, o procurador Giuseppe Pecoraro pediu o pagamento de uma multa de 50 mil euros por parte de Agnelli e três partidas sem torcida – duas com portões fechados e uma sem a presença da torcida na chamada “curva sul” do estádio para o time. O clube ainda teria que pagar uma outra multa de 300 mil euros.

As audiências foram retomadas nesta sexta-feira (15) após uma pausa durante o período de férias nas instituições italianas.

Antes dessa pausa, Agnelli prestou depoimento tanto para a Procuradoria da Figc como para a Comissão Antimáfia do Parlamento da Itália sobre o suposto esquema ilegal de venda e gestão de ingressos da Velha Senhora.




O presidente, assim como os demais funcionários da equipe italiana, sempre negara, as acusações, que surgiram após denúncias da mídia italiana. Os jornais informaram que o líder de uma das torcidas organizadas da Juve, chamado de Rocco Dominello, participava de uma ‘ndrine, uma vertente da máfia ‘ndrangheta.

Em um depoimento judicial, o torcedor informou que falou com o presidente Agnelli sobre a venda e gestão de ingressos do clube para os mafiosos. Tanto a Procuradoria de Turim como da Figc abriram as investigações para verificar se há alguma relação entre clube e máfia e/ou dirigentes e máfia. (ANSA)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1215
            [name] => Andrea Agnelli
            [slug] => andrea-agnelli
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1215
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 2
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1216
            [name] => Figc
            [slug] => figc
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1216
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 26
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 325
            [name] => juventus
            [slug] => juventus
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 325
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 203
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Herdeiro da Fiat, Lapo Elkann afirmou que uma bolsa de marca ou um carro de luxo não serão mais bens preciosos como o tempo. Você concorda?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 15h10
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.