BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Principal central sindical na bota faz greve

Principal central sindical na bota faz greve

12 de dezembro de 2008 - Por Comunità Italiana
Trabalhadores, estudantes e políticos iniciaram na manhã desta sexta-feira uma greve geral, promovida pela Confederação Geral Italiana do Trabalho (CGIL), contra as mudanças na política econômica propostas pelo governo italiano.
   
A greve começou por volta das 9h45 desta manhã em diversas cidades da Itália. Em Roma o percurso irá da Piazza Santa Croce à Piazza San Giovanni, passando pelo Coliseu, onde há um posto da CGIL.
   
Em Milão, centenas de manifestantes partiram do Largo Cairoli e seguem para a Praça da Catedral. Muitos slogans de protesto são contra Mariastella Gelmini, ministra da Educação, por sua polêmica proposta de reforma escolar, e Renato Brunetta, ministro de Administração Pública e Inovação da Itália.
   
O secretário-geral da CGIL, Gugliemno Epifani, que participa da manifestação em Bolonha, afirmou que "os primeiros dados sobre a adesão a greve são muito bons, principalmente nas fábricas do norte, e esta reação demonstra a necessidade de mudança da política do governo".
   
Epifani disse esperar que "o governo possa mudar as estratégias e enfrentar com seriedade a gravidade desta crise".
   
Além de uma mudança na política econômica do governo, os sindicalistas pedem mais postos de trabalho, maiores salários, melhores condições de aposentadoria e mais direitos, como a garantia de 80% do salário em caso de perda de emprego.
   
A CGIL espera que a greve — que recebeu o apoio do Partido Democrata, de Walter Veltroni, que faz oposição ao governo — conte com a adesão de todos os seus filiados, com exceção do transporte aéreo e do transporte público nas cidades de Veneza e Roma, atingidas por fortes inundações.
   
No dia 28 de novembro, o governo do premier italiano, Silvio Berlusconi, aprovou uma série de medidas anticrise, no valor total de 80 milhões de euros. Segundo a oposição, este valor já havia sido designado pela União Européia para a construção de intra-estruturas no país.
 
 
 
Fonte: Ansa

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

Leia agora a edição 294

ENQUETE

Governo Lula completa um mês. Até o momento acha que está no caminho certo?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 11h13
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.