Diretamente de Washington, capital dos Estados Unidos, por meio de videoconferência, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, apresentou oportunidades de investimento a empresas italianas.

O encontro foi organizado pela Embaixada da Itália em Brasília, realizado no Consulado da Itália no Rio de Janeiro, com o objetivo de permitir que as empresas obtenham indicações do presidente Levy sobre futuras direções do BNDES em relação a investimentos em diversos setores da economia nacional, favorecendo diálogos entre a comunidade empresarial dos dois países.

Em sua apresentação, Levy mostrou a demanda por investimentos no país ao longo dos próximos 20 anos, com destaque para setores como logística (US$ 1 trilhão), energia (US$ 630 bilhões, sem contar óleo e gás) e saneamento (US$ 274 bilhões).

“Foi muito boa a participação. Esperamos que, além das mil empresas italianas que operam no Brasil, outras possam se unir a esse grupo que está coletando oportunidades aqui”, disse o Embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini.

O managing partner da GM Venture, Graziano Messana, que também marcou presença, disse que vê oportunidades “muito grandes” no setor de saneamento. “Tem um monte de empresas italianas com muita tecnologia nesse setor e com apetite para investir no Brasil”, explicou.

Segundo o Cônsul-Geral da Itália no Rio de Janeiro, Paolo Miraglia, o governo do presidente Jair Bolsonaro gerou muitas expectativas para os empresários italianos e que a reforma da Previdência pode gerar um “ambiente mais favorável” para os negócios no Brasil . Ele ainda comentou que deverá ter um encontro de empresas italianas com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, no próximo mês de junho no próprio Consulado.