BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Presidente da Itália encarrega Meloni de formar novo governo do país

Presidente da Itália encarrega Meloni de formar novo governo do país

21 de outubro de 2022 - Por Comunità Italiana
Presidente da Itália encarrega Meloni de formar novo governo do país

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, encarregou nesta sexta-feira (21) a líder de extrema direita Giorgia Meloni de formar o novo governo, medida que já era aguardada desde a vitória da coalizão conservadora nas eleições de 25 de setembro. Como manda a praxe, Mattarella conferiu o encargo a Meloni após um ciclo de reuniões com todos os partidos representados no Parlamento. A reunião durou mais de uma hora, e a premiê encarregada já apresentou uma lista de ministros.

Já o juramento foi marcado para 10h (horário local) deste sábado (22). “O presidente da República, Sergio Mattarella, conferiu o encargo de formar o governo a Giorgia Meloni, que aceitou o encargo e apresentou o elenco de ministros”, disse o secretário-geral da Presidência, Ugo Zampetti.

Além de seu partido, o Irmãos da Itália (FdI), de extrema direita, Meloni terá em seu gabinete a legenda de ultradireita Liga, de Matteo Salvini, novo ministro da Infraestrutura, e o conservador Força Itália (FI), de Silvio Berlusconi.

Recém-eleito para o Senado, o ex-premiê não terá cargos no governo, mas conseguiu emplacar Antonio Tajani, coordenador nacional do FI, como ministro das Relações Exteriores. Tajani e Salvini também dividirão a função de vice-primeiro-ministro.

Rapidez para formar governo foi necessária, diz Mattarella

Após encarregar formalmente a líder do partido de extrema-direita Irmãos da Itália (FdI) para formar um novo governo, Mattarella afirmou que a rapidez do processo foi “necessária” por conta do mundo atual.

“Foi necessário proceder rapidamente também em consideração às condições internas e internacionais que exigem um governo plenamente apto a suas obrigações. Agradeço pela atenção com o qual vocês seguiram os trabalhos para a formação do novo governo. Essa vez, o tempo foi rápido, não passou nem um mês da data das eleições, e isso foi possível pela clareza do resultado eleitoral”, disse Mattarella.

O presidente italiano ainda ressaltou que, “com o mesmo espírito de colaboração” deseja um “bom trabalho ao novo governo que amanhã de manhã, com o juramento, iniciará a desenvolver as suas obrigações”.

Na curta mensagem, Mattarella agradeceu mais uma vez o premiê demissionário, Mario Draghi, que perdeu sua base de apoio em julho e só cumpria funções ordinárias no cargo desde então, pelo trabalho desenvolvido.

“Draghi enfrentou a exigência de guiar o país, concluindo suas atividades hoje com o Conselho Europeu. Eu o agradeço mais uma vez”, ressaltou.

Premiê inédita

Aos 45 anos de idade, Meloni será a primeira mulher premiê na Itália e a primeira líder de extrema direita a governar o país desde a Segunda Guerra Mundial.

O FdI é herdeiro da extinta legenda pós-fascista Movimento Social Italiano (MSI), e a própria primeira-ministra encarregada já expressou opiniões simpáticas a Mussolini em sua juventude.

Hoje, no entanto, tenta se vender como uma líder moderada e responsável, tendo abandonado inclusive a proposta de tirar a Itália da zona de euro.

Ainda assim, construiu sua trajetória política com um discurso anti-migrantes, e uma de suas bandeiras é impor um bloqueio militar no Mediterrâneo para impedir a chegada de deslocados internacionais.

No poder, Meloni promete respeitar as regras orçamentárias da União Europeia e manter a política externa de Mario Draghi, incluindo o apoio incondicional à Ucrânia na guerra contra a Rússia.

Nos últimos dias, declarações de Berlusconi alinhadas ao Kremlin já criaram uma saia justa para Meloni, que deu um ultimato ao ex-premiê, afirmando que quem não se alinhar à UE e à Otan “não poderá fazer parte do governo”. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 9013
            [name] => Giorgia Meloni
            [slug] => giorgia-meloni
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 9013
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 161
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 3482
            [name] => Governo da Itália
            [slug] => governo-da-italia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 3482
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 142
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 2582
            [name] => Sergio Mattarella
            [slug] => sergio-mattarella
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 2582
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 177
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

O Ministério da Educação da Itália lançou uma circular em que proíbe o uso de celulares e dispositivos eletrônicos análogos em salas de aula de todo o país. Você concorda com a medida?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 08h30
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.