BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Presidente da Câmara fará nova rodada de negociações para tentar reconstruir coalizão de governo na Itália

Presidente da Câmara fará nova rodada de negociações para tentar reconstruir coalizão de governo na Itália

01 de fevereiro de 2021 - Por Comunità Italiana
Presidente da Câmara fará nova rodada de negociações para tentar reconstruir coalizão de governo na Itália

O presidente da Câmara dos Deputados da Itália, Roberto Fico, anunciou uma nova rodada de consultas com os partidos que apoiavam o premiê Giuseppe Conte para tentar reconstruir a coalizão de governo. Essa será a terceira série de conversas com as forças políticas com representação no Parlamento. A primeira, que também envolveu a oposição, foi conduzida pelo presidente Sergio Mattarella, que deu mandato para Fico prosseguir as tratativas exclusivamente com os partidos que integravam o segundo governo Conte.

Durante o fim de semana, o líder da Câmara se reuniu com todas as legendas que davam sustentação ao premiê e ouviu um apoio quase unânime à manutenção de Conte no comando do governo. A única exceção é o partido de centro Itália Viva (IV), do ex-primeiro-ministro Matteo Renzi, que defende discutir primeiro sobre projetos e depois sobre “nomes”.  

“Do encontro com as forças políticas emergiu a disponibilidade comum de fazer uma discussão sobre temas e pontos programáticos para alcançar uma síntese”, declarou Fico neste domingo.   

O presidente da Câmara pertence ao antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), principal fiador de Conte, mas tem bom trânsito na centro-esquerda. De acordo com Fico, a nova rodada de negociações acontecerá na manhã desta segunda-feira (1º), um dia antes do prazo final estipulado por Mattarella.

O objetivo das tratativas é tentar atrair novamente o IV para a base aliada, após o partido ter saído do governo por discordar de suas políticas para a gestão de repasses da União Europeia. O racha fez Conte perder sua maioria no Senado.   

Mesmo sobrevivendo a um voto de confiança com maioria relativa na Câmara Alta, possibilitada por uma abstenção do Itália Viva, o premiê decidiu renunciar antes que o governo fosse derrubado por alguma derrota no Parlamento.  

Além do M5S, Conte tem o apoio declarado do centro-esquerdista Partido Democrático (PD), da aliança progressista Livres e Iguais (LeU), do Movimento Associativo dos Italianos no Exterior (Maie), de legendas das minorias linguísticas e de parlamentares independentes.   

Mas o Itália Viva é determinante para assegurar maioria absoluta no Senado. Renzi garante não ter colocado nenhum veto contra o primeiro-ministro demissionário, mas mantém aberta a possibilidade de empossar outro chefe de governo que também agrade a M5S e PD.   

O partido de centro também demonstra incômodo nos bastidores com alguns membros do governo, como os ministros da Economia, Roberto Gualtieri (PD), e da Justiça, Alfonso Bonafede (M5S), além do coordenador das ações antipandemia, Domenico Arcuri (independente). 

Por outro lado, um eventual retorno de Renzi à coalizão pode dividir o M5S. Ambos sempre foram arqui-inimigos na política italiana, porém acabaram forçados a se aliar para evitar eleições antecipadas em meio à crise provocada pela saída do líder de extrema direita Matteo Salvini do governo, em 2019.   

Ao romper com Conte, Renzi passou a ser acusado de “traidor” por membros do M5S, e alguns deles inclusive cogitam deixar o partido no caso de uma reaproximação. Se não houver acordo entre as legendas que apoiavam o premiê demissionário, o presidente Mattarella pode se ver forçado a convocar eleições antecipadas. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 3482
            [name] => Governo da Itália
            [slug] => governo-da-italia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 3482
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 123
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 2738
            [name] => Presidente da Câmara
            [slug] => presidente-da-camara
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 2738
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 2
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1352
            [name] => Roberto Fico
            [slug] => roberto-fico
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1352
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 8
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Após o resultado das eleições brasileiras e italianas, você acredita que os laços entre as duas nações se fortalecerão?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 15h01
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.