BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Premiê da Itália ganha voto de Confiança na Câmara e vai ao Senado

Premiê da Itália ganha voto de Confiança na Câmara e vai ao Senado

19 de janeiro de 2021 - Por Comunità Italiana
Premiê da Itália ganha voto de Confiança na Câmara e vai ao Senado

Com 321 votos a favor e 259 contra, governo conseguiu uma vitória folgada, mas verdadeiro teste deve acontecer nesta terça-feira, no Senado; oposição pede renúncia

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, conquistou um voto de confiança crucial na Câmara dos Deputados na segunda-feira (18), mantendo-se no poder depois que um partido menor, o Itália Viva, abandonou sua coalizão na semana passada e abriu uma crise política em meio à violenta pandemia de Covid-19. Se tivesse perdido a votação, Conte teria sido forçado a renunciar.

Depois de pedir aos parlamentares da oposição e não alinhados que se unissem a ele e apoiassem seu programa para continuar governando, Conte venceu a votação na Câmara por 321 a 259, com 27 abstenções. A margem foi maior do que o esperado e garantiu a Conte uma maioria absoluta na Câmara de 629 lugares.

“É possível encontrar mais uma vez entre as forças parlamentares um acordo sobre reformas para relançar o país”, disse Conte ao Parlamento mais cedo  nesta segunda, durante um discurso que durou 55 minutos e foi interrompido 14 vezes por aplausos de apoiadores. “Ajudem-nos a recomeçar o mais rápido possível”, enfatizou o premiê.

Hoje, porém, o primeiro-ministro enfrentará um teste mais difícil no Senado, onde o governo tinha apenas uma pequena maioria mesmo quando os congressistas do partido do ex-premier Matteo Renzi ainda faziam parte da coalizão. Para alcançar uma maioria simples nesta terça-feira, a coalizão precisa de pelo menos mais 18 parlamentares no Senado, que tem 315 cadeiras.

Se não alcançar a maioria no Senado, Conte deve tentar resistir por várias semanas enquanto busca o apoio de mais parlamentares. Mas ele pode ter que formar uma nova coalizão e negociar um novo programa para permanecer como primeiro-ministro, segundo especialistas. Tudo isso enquanto luta para manter a pandemia de Covid-19 sob controle e busca reaquecer a economia do país.

Se a tentativa de angariar mais apoio falhar, as eleições antecipadas podem ocorrer em junho, disseram as autoridades. Mas a votação, por enquanto, é uma perspectiva remota, já que muitos parlamentares da coalizão perderiam seus assentos em um novo pleito — um referendo em setembro do ano passado estabeleceu uma redução de um terço das cadeiras da Câmara e do Senado a partir da próxima legislatura.

De acordo com pesquisas recentes, novas eleições também resultariam de novo em um Parlamento fragmentado, com a  ultradireitista Liga com 24% das intenções de voto, o PD com 20%, o M5S com 14% e o Irmãos de Itália, também de extrema direita, com 17%. A formação de um Gabinete de direita, com signo político oposto ao atual, dependeria da posição do Força Itália, do ex-premier Silvio Berlusconi, que aparece com 8%.

O presidente Sergio Mattarella, que supervisionará o processo de formação de um novo governo caso isso ocorra, pressionou Conte para garantir uma resolução rápida para a crise e insistiu em que ele deve ter uma maioria estável se quiser permanecer no cargo, afirmaram autoridades com conhecimento do assunto.

No domingo, Renzi disse à TV estatal Rai que seus 18 senadores provavelmente se absterão na votação desta terça, o que seria suficiente para o governo de Conte sobreviver, embora com sua autoridade seriamente prejudicada.

O Itália Viva, uma dissidência do Partido Democrático (PD), de centro-esquerda, tem apenas 3% das intenções de voto e era o menor parceiro na coalizão de governo, formada também pelo próprio PD e o antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S). A coalizão, que governa desde agosto de 2019, substituiu a que existia entre o M5S e a Liga de Matteo Salvini, de extrema direita. Sua saída, porém, fez com que Conte perdesse a maioria estreita que tinha antes.

Em seus comentários no Parlamento na segunda, Conte priorizou o fundo de recuperação da União Europeia e a necessidade de um déficit orçamentário mais amplo — ambas questões que desencadearam a retirada de Renzi — além da campanha de vacinação contra o coronavírus, informou o jornal local Corriere della Sera.

Diante dos deputados, Conte pediu um apoio “transparente” para “uma posição pró-europeia inescapável”, excluindo as forças anti-UE, para forjar uma nova aliança e um programa de governo para durar até o final do mandato da atual legislatura, em 2023.

“Vá casa, vá para casa”, gritaram os parlamentares da oposição em resposta.

O primeiro-ministro, que liderou uma coalizão eurocética em seu primeiro governo, também alertou contra mais turbulências políticas. Para garantir o apoio parlamentar, ele prometeu que abriria mão do controle dos serviços secretos da Itália, cedendo às críticas do Itália Viva e de outros partidos. (com dados O Globo)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1324
            [name] => Câmara
            [slug] => camara
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1324
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 2
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 3552
            [name] => Giuseppe Conte
            [slug] => giuseppe-conte
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 3552
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 211
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1183
            [name] => Senado
            [slug] => senado
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1183
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 28
            [filter] => raw
        )

    [3] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 3623
            [name] => Voto de confiança
            [slug] => voto-de-confianca
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 3623
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 11
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Após o resultado das eleições brasileiras e italianas, você acredita que os laços entre as duas nações se fortalecerão?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 16h25
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.