Início » Premiê da Itália afirma que aumentar natalidade é ‘prioridade absoluta’

Premiê da Itália afirma que aumentar natalidade é ‘prioridade absoluta’

15 de setembro de 2023 - Por Comunità Italiana
Premiê da Itália afirma que aumentar natalidade é ‘prioridade absoluta’

A premiê da Itália, Giorgia Meloni, afirmou na quinta-feira (14) que a “prioridade absoluta” do governo é aumentar o número de nascimentos no país, que vem registrando seguidos recordes negativos de natalidade. A declaração foi dada durante um congresso sobre demografia organizado em Budapeste pelo primeiro-ministro de extrema direita da Hungria, Viktor Orbán, evento que também serviu de palco para a defesa da “família”.

“O nosso governo tem como prioridade absoluta o número de nascimentos, o apoio à família, para que o futuro seja melhor que o presente”, disse Meloni em seu discurso.

Em seguida, a premiê destacou a necessidade de uma “grande batalha para defender as famílias”. “Significa defender a identidade, defender Deus e todas as coisas que construíram nossa civilização”, afirmou.

A Itália registrou apenas 393 mil nascimentos em 2022, menor número de sua história, e estudos apontam que o país pode perder até 20% de sua população nos próximos 50 anos se a tendência atual se mantiver.

“A questão demográfica não é apenas uma das muitas questões da nossa nação. É ‘a’ questão. Não acho que exagero ao dizer que as projeções para o futuro são muito preocupantes”, ressaltou Meloni, apontando como uma das causas desse movimento o suposto surgimento de um sentimento “antifamília” nos últimos anos.

Itália vai subsidiar tratamentos de reprodução assistida

Em luta contra uma crônica queda na taxa de natalidade, o governo da Itália anunciou nesta sexta-feira (15) que vai subsidiar tratamentos de reprodução assistida a partir de 2024.

O sistema de saúde no país é majoritariamente público e gratuito, mas algumas consultas e exames especializados, sem caráter emergencial, funcionam por meio de “tickets”, uma espécie de coparticipação paga pelo paciente em cada serviço utilizado.

Segundo a Sociedade Italiana de Ginecologia e Obstetrícia (Sigo), os tratamentos de reprodução assistida na rede pública sofrem com longas filas de espera, e muitos casais preferem procurar clínicas privadas, onde os preços variam de 3,5 mil a 7 mil euros (de R$ 18 mil a R$ 36 mil) para procedimentos com gametas próprios e de 5 mil a 9 mil euros (de R$ 26 a R$ 47 mil) com a utilização de doadores.

No entanto, um decreto aprovado recentemente pelo governo incluiu a reprodução assistida no sistema de coparticipação em âmbito nacional, o que facilitará o acesso aos tratamentos. “A partir de 2024, qualquer mulher, em qualquer região, poderá recorrer à reprodução assistida mediante o pagamento de um ticket. Finalmente colocamos fim a uma injustiça que não era mais tolerável”, disse o ministro da Saúde, Orazio Schillaci, durante um congresso sobre natalidade em Roma.

De acordo com ele, os casais não pagarão nada por tratamentos com gametas próprios, enquanto o ticket para procedimentos com doação de oócitos ou esperma será determinado por cada região, mas deve girar por volta de 1,5 mil euros (R$ 8 mil).

“Escolhemos o caminho certo para apoiar as mulheres que, diante de dificuldades na concepção, escolhem a reprodução assistida”, acrescentou Schillaci.  Após uma queda no primeiro ano da pandemia de Covid-19, os ciclos realizados no país registraram aumento de 36% em 2021, com alta de 50% nas gestações e de 49% nos nascimentos.

Na Itália, no entanto, a reprodução assistida é exclusiva para casais heteroafetivos, inférteis e que vivem em matrimônio ou união estável, além de casais férteis com doenças transmissíveis. Solteiros e casais homoafetivos não podem recorrer à fertilização in vitro. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 20h55
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.