Início » Polícia recupera obras de arte roubadas vendidas pela internet

Polícia recupera obras de arte roubadas vendidas pela internet

14 de agosto de 2007 - Por Comunità Italiana
Dez pessoas foram denunciadas e 13 obras de arte, com um valor total estimado em 260 mil euros, foram recuperadas em diversas regiões da Itália pelos agentes do Núcleo de Tutela ao Patrimônio Cultural de Florença, centro do país, como parte do esforço contra a comercialização de obras de arte roubadas através da Internet.
   
Uma pessoa foi denunciada por furto grave e nove por receptação. Algumas das obras recuperadas são de valores histórico e artístico importantes. Em um antiquário estavam duas esculturas em madeira do século 16 da Escola de Siena, roubadas no ano de 2000 em Castiglion Fiorentino, na província de Arezzo, no centro do país, da Igreja da Collegiata.
   
Em Nápoles, no sul italiano, os agentes recuperaram uma pintura de óleo sobre tela do século 17 roubada em 1990 em Riposto, na província de Catania, na Sicília, da Igreja da Madonna della Sacra Lettera. Em Campobasso, também no sul do país, foi encontrada uma imagem de altar do século 16 roubada em 2001 em Francavilla al Mare, na província de Abruzzo, no centro do país.
   
Uma pintura de óleo sobre tela do século 16 foi encontrada em Turim, no noroeste da Itália, roubada em 2000 em Rapino, na região de Abruzzo, da Igreja de San Giovanni. Uma outra tela de óleo sobre tela do século 16 roubada em 2000 em Isola del Liri, no centro do país, da Igreja de San Vincenzo Martire, foi encontrada em Lucca, no centro.
   
Enfim, em Assis, na região de Perugia, os agentes encontraram um estuque do século 15 roubado em 1988 em Roma. Em Terlizzi, na província de Bari, foi reencontrada uma pintura a óleo roubada em 1990 em Crema. Três pinturas a óleo, todas extraídas do desmembramento da tampa de um piano roubadas em 1998 em Feltre, na província de Biella, foram encontradas em Bari e em Perugia. Em Pistoia, no centro da Itália, foi encontrado um livro raro datado de 1551 intitulado "Historie genovesi interiano Busdrago¿, roubado em Roma da biblioteca do Conselho de Estado.
   
Em Modena, no centro-norte do país, foi localizado um precioso livro de 1686 impresso em Veneza, intitulado "'Memorie istografiche delli regni della Morea e Negroponte", roubado em Florença da biblioteca do Seminário do Arcebispado Maior.
   
Estas obras recuperadas são resultado de diversas operações realizadas entre janeiro e julho deste ano no âmbito de uma monitoração constante da polícia sobre comércios artísticos pela Internet.
   
Após a identificação das obras de proveniência suspeita, os policiais contatavam os proprietários legítimos para ter certeza de que se tratavam de objetos roubados. Depois, através da colaboração dos gestores dos sites de Internet responsáveis pelas vendas, a polícia identificava a pessoa que tinha colocado a obra à venda.
 
 
Fonte: Ansa 

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

Leia agora a edição 309

Do céu ao coração

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 10h55
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.