Início » Polícia de Roma investiga possível feminicídio de idosa de 71 anos

Polícia de Roma investiga possível feminicídio de idosa de 71 anos

05 de janeiro de 2024 - Por Comunità Italiana
Polícia de Roma investiga possível feminicídio de idosa de 71 anos

A polícia italiana decidiu manter a prisão do pastor de 73 anos Giulio Camilli, suspeito de ter matado a mulher, Rosa D’Ascenzo, de 71 anos, no Ano Novo. O crime ocorreu em Sant’Oreste, na província de Roma. Durante a tomada de depoimento, o idoso decidiu ficar calado.

Na noite do dia 1º, Rosa chegou sem vida ao pronto socorro de Civita Castellana, em Viterbo, levada de carro pelo próprio marido.

O homem relatou que ela teria caído acidentalmente das escadas de casa após um mal súbito.

Os ferimentos encontrados, porém, não eram compatíveis, e o médico de plantão acionou a polícia.

Segundo o Ministério Público, o corpo tinha hematomas nas mãos, braços, pernas e tronco, e até sinais que poderiam ser de mordidas.

Na casa do casal, os investigadores encontraram sinais de sangue na porta de entrada, em um tubo metálico na cozinha, na geladeira e em uma panela que estava no corredor.

No pedido de prisão cautelar, o MP descreveu o pastor como um homem “autoritário e, por vezes, violento, que vivia em uma condição de total isolamento do resto do mundo, constantemente brigando com a mulher, que proibia de sair de casa”.

Não foram encontrados registros de denúncias da mulher contra o marido, mas os promotores destacam que “apesar de mantida a presunção de inocência, está delineado um caso grave de violência doméstica até a morte”. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 01h47
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.