Técnico português negocia sua saída do Shakhtar para a Roma e pode chegar acompanhado

Paulo Fonseca continua a negociar com a Roma os termos do vínculo que, segundo a Imprensa italiana, pode ser válido por dois ou três anos, com um salário anual de 3 milhões de euros.

Paulo Fonseca não pretende chegar sozinho a Roma. O atual técnico do clube ucraniano Shakhtar Donetsk tem a intenção de levar consigo o lateral-esquerdo Ismaily, que passou por Olhanense e Braga. Outros dois nomes que podem acompanhar o treinador são os brasileiros ponta-esquerda e meia-atacante Taison e Marcos Antônio.

Enquanto não fecha acordo com a Roma, Paulo Fonseca já fez um balanço da sua passagem pelo Shakhtar, com o qual ainda tem um ano de contrato válido e onde conquistou sete troféus: “Sou um treinador ambicioso e muitas coisas podem acontecer no futebol. Não posso dizer nunca, porque não sei que ofertas podem surgir, mas honestamente… Estou tão ligado ao Shakhtar que vai ser difícil sair. Estes três anos foram maravilhosos e cheios de satisfação.”