BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Países da Otan cogitam origem ucraniana de míssil que matou duas pessoas na Polônia

Países da Otan cogitam origem ucraniana de míssil que matou duas pessoas na Polônia

17 de novembro de 2022 - Por Comunità Italiana
Países da Otan cogitam origem ucraniana de míssil que matou duas pessoas na Polônia

Países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) cogitam que o míssil que matou duas pessoas na Polônia na última terça-feira (15) possa ter sido lançado pelo sistema de defesa antiaérea da Ucrânia. O projétil caiu a poucos quilômetros da fronteira entre os dois países, em meio a uma onda de ataques aéreos da Rússia em diversas partes do território ucraniano. Kiev imediatamente culpou Moscou pelo incidente, mas os membros da Otan se mostraram mais cautelosos.

“Com base nas informações preliminares disponíveis, a explosão é provavelmente resultado dos sistemas antiaéreos ucranianos engajados em derrubar mísseis russos”, disse na quarta (16) a ministra da Defesa da Bélgica, Ludivine Dedonder.

“Pedaços de mísseis russos e ucranianos atingiram o território polonês”, acrescentou. Já o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou ser “improvável” que o míssil tenha sido disparado da Rússia.

De acordo com a agência de notícias alemã DPA, Biden também teria dito a aliados durante a cúpula do G20 em Bali, na Indonésia, que a explosão na Polônia pode ter sido provocada por um projétil antiaéreo da Ucrânia.

A Rússia, por sua vez, alega que seus mísseis caíram a no máximo 35 quilômetros da fronteira com a Polônia, país-membro da Otan, mas que ainda não ativou o artigo 4 do tratado da aliança militar, que diz que as partes se consultarão sempre que a integridade territorial de alguma delas estiver ameaçada.

O governo polonês chegou a dizer que o míssil tinha “fabricação russa”, porém o próprio presidente Andrzej Duda afirmou que “não há provas inequívocas” sobre a origem do projétil nem de que tenha sido um “ataque” ao país. “Foi provavelmente um incidente infeliz”, ressaltou.

Já o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, pediu uma investigação “aprofundada” sobre o ocorrido e destacou a importância de “evitar uma escalada da guerra na Ucrânia”.

Itália

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Antonio Tajani, condenou a “escalada russa” na guerra contra a Ucrânia, mas pediu a redução das tensões. “Parece que não há um envolvimento direto da Rússia no míssil ou nos mísseis que chegaram na Polônia, mas isso deve nos incentivar a mandar mensagens de desescalada”, disse Tajani após uma reunião com seu homólogo grego, Nikos Dendias. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 10764
            [name] => Guerra na Ucrânia
            [slug] => guerra-na-ucrania
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 10764
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 242
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 12712
            [name] => Míssil
            [slug] => missil
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 12712
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 2
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 4507
            [name] => Polônia
            [slug] => polonia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 4507
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 9
            [filter] => raw
        )

    [3] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1567
            [name] => Rússia
            [slug] => russia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1567
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 251
            [filter] => raw
        )

    [4] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 4500
            [name] => Ucrânia
            [slug] => ucrania
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 4500
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 212
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Você acredita que ainda pode haver uma reviravolta em relação às eleições brasileiras?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 07h11
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.