Uma cena preocupante ocorreu na tarde deste domingo (17), na vitória do Napoli por 4 a 2 sobre a Udinese , pelo Campeonato Italiano. Ospina sofreu um choque forte na cabeça logo no início do jogo, mas pediu para continuar em campo. O problema é que, meia hora depois, o goleiro colombiano aparentemente desmaiou e precisou ser levado ao hospital.

O lance do choque aconteceu aos cinco minutos do duelo realizado no Estádio San Paolo: Ospina tentou interceptar um cruzamento rasteiro que veio da sua direita e, ao se jogar no chão para pegar a bola, chocou a cabeça no joelho de Pussetto, atacante da Udinese.

Lance em que Ospina, do Napoli, se chocou contra Pussetto, da Udinese — Foto: Carlo Hermann / AFP

Ele, então, foi atendido imediatamente em campo. Os médicos colocaram uma espécie de capacete no goleiro, que sofreu um corte na cabeça em decorrência da pancada. E ele seguiu em jogo. Só que, aos 40 minutos – ou seja, 35 minutos após o choque inicial -, Ospina pareceu ter perdido a consciência e caiu. Desta vez, ele foi substituído pelo goleiro reserva Meret e encaminhado para um hospital da região.

O clube napolitano informou que Ospina sofreu uma crise de hipotensão, ou seja, sua pressão caiu repentinamente. Confirmou que houve perda de sangue, mas negou que o jogador tenha desmaiado. Ele foi submetido a exames e ficará sendo observado no hospital nas próximas 24 horas.

Momento em que Ospina, goleiro do Napoli, é colocado numa maca e retirado de campo — Foto: Carlo Hermann / AFP

O Napoli venceu a Udinese por 4 a 2, os gols marcados por Younes, Callejón, Milik e Mertens. Os da Udinese foram anotados por Lasagna e Fofana, aos 30 e 36 minutos do primeiro tempo, justamente no intervalo entre a pancada na cabeça e a substituição de Opsina.

Com essa vitória, o Napoli vai aos 60 pontos e segue na vice-liderança do Campeonato Italiano, a 15 pontos de diferença para a líder Juventus. A Udinese, por sua vez, tem 25 e está na 17ª posição, a primeira fora da zona de rebaixamento.

Callejón e Younes comemoram um dos gols do Napoli sobre a Udinese — Foto: EFE/EPA/CESARE ABBATE

(GE)