Documentário resgata a memória e o legado de um dos mais importantes ilustradores do Brasil e da Argentina, nascido na Calábria: Eugênio Colonnese Ao final do dia, o ilustrador dizia, no estúdio, com seu sotaque inconfundível por misturar português, espanhol e italiano, que ninguém podia ir embora para casa enquanto

Este conteúdo é restrito a membros assinantes do site. Se você é um usuário cadastrado, por favor faça login.

Quer fazer sua assinatura Comunità Italiana e ter acesso a todo conteúdo do site?

Então clique aqui e faça seu registro.

Login de Usuários