Condições meteorológicas levaram o barco a virar deixando dois mortos e 25 desaparecidos

Dois corpos foram recuperados e 25 pessoas continuam desaparecidas após o naufrágio, nesta segunda-feira (7), de uma embarcação de imigrantes perto da ilha de Lampedusa, informou a Guarda Costeira da Itália.

Pouco depois da meia-noite, a Guarda Costeira recebeu uma ligação de uma embarcação com quase 50 migrantes a bordo que estava afundando perto de Lampedusa. Vinte e duas pessoas foram resgatadas.

No momento em que as equipes de resgate se aproximavam, o barco virou em “consequência das difíceis condições meteorológicas e de um movimento de pânico dos migrantes”.

As buscas por sobreviventes continuam, informaram as autoridades italianas. Pelo menos oito crianças estão entre os desaparecidos, de acordo com informações de imigrantes que estão seguros.

O Mediterrâneo se tornou a via marítima mais perigosa do mundo. Desde o início do ano, pelo menos 1.041 pessoas morreram na travessia da costa do norte África até a Europa. (AFP)