Acordo foi assinado em uma grande festa em Milão, na Itália

Os organizadores do Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1 fecharam na quarta-feira (4) o acordo para a cidade de Monza continuar recebendo a principal categoria do automobilismo mundial até 2024.

O contrato foi assinado na piazza Duomo, em Milão, durante o evento “90 Anos de Emoções”, organizado pelo Automóvel Clube da Itália (ACI) para comemorar a 90ª edição do tradicional GP. A assinatura foi celebrada pela multidão que acompanhou a cerimônia.

“É como vencer uma corrida de Fórmula 1, uma difícil e bem importante, na linha de chegada, que conta não como um, mas cinco títulos. É com satisfação que recebo a conclusão do acordo entre ACI e Fórmula 1, que garante por cinco anos, a inclusão do GP da Itália no calendário, e garante o evento no ‘Templo da Velocidade’: Monza, que não é só o mais antigo, mas o mais rápido e mais espetacular circuito do esporte a motor”, afirmou Angelo Sticchi Damiani, presidente do ACI, que é o proprietário da pista e promotor da prova.

Damiani também revelou que irá iniciar na próxima semana um projeto para modernizar as instalações do tradicional circuito de Monza. Em 2022, o autódromo completará 100 anos de história.

Já Chase Carey, CEO da Liberty Media, declarou que ficou “feliz” com o anúncio da renovação e destacou a importância do circuito de Monza e da torcida italiana para a F1.

“Renovamos a corrida por 5 anos. Não poderíamos estar mais felizes. Temos milhões de fãs ao redor do mundo, mas só existe uma Monza e só um tipo de fã como o italiano. Os fãs italianos não ficam atrás de ninguém e estamos ansiosos para vê-los no domingo”, disse Carey.

Diversos pilotos ilustres da história da Ferrari participaram do evento em Milão. Entre eles estavam Alain Prost, Kimi Raikkonen, Felipe Massa, Giancarlo Fisichella, Sebastian Vettel e Charles Leclerc. Os jovens Mick Schumacher e Enzo Fitipaldi, que integram a Academia da Ferrari, também marcaram presença.

Alguns ex-dirigentes da equipe também subiram no palco, como Luca di Montezemolo e Stefano Domenicali. Os vencedores das 24 Horas de Le Mans, Daniel Serra, Alessandro Pier Guidi e James Calado também estiveram na festa. Michael Schumacher, que é o maior campeão da história da escuderia italiana, foi homenageado e recebeu muitos aplausos dos fãs.

(com informações da ANSA)