BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Ministro italiano quer punições mais duras contra o racismo

25 de setembro de 2019 - Por Comunità Italiana
Ministro italiano quer punições mais duras contra o racismo

Kessié, Lukaku e Dalbert já foram vítimas de agressões raciais

O novo ministro de Esportes da Itália, Vincenzo Spadafora, afirmou na terça-feira (24) que irá “se dedicar” na luta contra o racismo no futebol do país. Além disso, o político declarou que pretende aplicar “sanções mais severas e eficientes”.

Os recentes casos de racismo no futebol italiano estão repercutindo em todo o mundo. Na cerimônia de segunda-feira (23) do prêmio The Best, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, criticou o mais recente episódio envolvendo o marfinense Franck Kessié, do Milan.

“Eliminar o racismo da sociedade é um processo longo e custoso, que seguiremos adiante, mas vou me dedicar a eliminá-lo dos estádios durante meu mandato, mesmo à custa de tomar decisões impopulares. Chegou a hora de todos assumirem responsabilidades: instituições, políticos, federações e torcedores”, disse Spadafora, em entevista ao “El Pais”.

O político de 45 anos ainda revelou que irá se reunir em breve com todos os representantes esportivos do país. Spadafora pretende punir os culpados com sanções “severas e eficientes”.

Somente nesta temporada, os jogadores Romelu Lukaku, Franck Kessié e Dalbert foram vítimas de agressões raciais em jogos da Série A. Até o momento, ninguém foi punido.

Na terça, o técnico da Lazio, Simone Inzaghi, concordou com Infantino e disse que os responsáveis pelos episódios racistas sejam condenados, já que “não deve haver nenhuma forma de racismo”.

Já o comandante da Roma, Paulo Fonseca, declarou que o racismo deve ser “erradicado pela sociedade e pelo futebol”. O português ainda disse que o esporte “deve aproximar as pessoas e dar felicidade e prazer independentemente da raça”. (ANSA)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 613
            [name] => Futebol
            [slug] => futebol
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 613
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 63
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 264
            [name] => racismo
            [slug] => racismo
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 264
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 27
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 5980
            [name] => Vincenzo Spadafora
            [slug] => vincenzo-spadafora
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 5980
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 7
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Com medidas de distanciamento e sanitização, pontos turísticos da Itália estão programando reabertura para visitantes a partir de junho. Você pretende viajar para o exterior antes do fim do ano?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 07h31
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.