Bomba explodiu no trem italiano Italicus em 4 de agosto de 1974

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, recordou no domingo (4) a tragédia de Italicus, atentado terrorista ocorrido em 4 de agosto de 1974, em um trem na província de Bolonha.

“Os procedimentos judiciários não puderam levar às sentenças definitivas de condenações. E a falta de um acertamento desses fatos tão graves afeta a consciência de todos. Trata-se de uma lesão ao princípio de justiça afirmado pela nossa Constituição”, lamentou Mattarella.

Considerado um dos atentados mais graves dos Anos de Chumbo na Itália, o ataque aconteceu com uma bomba, que explodiu quando o trem passava por San Benedetto Val di Sambro. Doze pessoas morreram e 48 ficaram feridas. Até hoje, o caso gera polêmica na Itália, pois todos os acusados já foram absolvidos.

Acredita-se que um dos alvos do atentado era o então ministro das Relações Exteriores da Itália, Aldo Moro, que deveria viajar naquele trem, mas desistiu devido a compromissos de última hora.

(com informações da ANSA)