Cerca de 140 torcedores, principalmente da Juventus, foram detidos nesta quarta-feira (10) em Amsterdã por posse de objetos potencialmente perigosos horas antes da partida de ida das quartas de final da Champions contra o Ajax, anunciou a polícia holandesa.

Um primeiro grupo de 46 torcedores foi preso na primeira hora da tarde em uma estação de metrô da capital da Holanda, seguido de um segundo de 61 detidos no Johan Cruyff Arena, estádio onde foi disputado o jogo, que terminou empatado (1-1).

Os torcedores detidos possuíam fogos de artfício, sprays de gás pimenta, facas, estacas, um martelo e bastões extensíveis, detalhou a polícia em um comunicado, que divulgou a fotografia dos objetos apreendidos.

No Facebook, o ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, informou a detenção de 120 torcedores embora a polícia holandesa não tenha confirmado o número.

“Os suspeitos foram transferidos para um centro de detenção de ônibus”, explicou a polícia, que abriu uma investigação.

Mais de 30 detenções também aconteceram à noite na entrada dos torcedores do Ajax ao estádio. Eram torcedores que colocaram fogo em estacas, lançaram pedras e destruíram janelas, segundo a agência holandesa ANP.

(AFP)