Partidos estudam repetir coalizão nacional na Úmbria

O Movimento 5 Estrelas (M5S) submeterá a referendo online a proposta de estender a aliança de ocasião com o Partido Democrático (PD), de esquerda, para as eleições regionais na Úmbria, centro da Itália, marcadas para 27 de outubro.

A votação acontecerá das 10h às 19h desta sexta-feira (20), na plataforma “Rousseau”, ferramenta de democracia direta do M5S, que recentemente se aliou ao PD para reconduzir Giuseppe Conte ao cargo de primeiro-ministro e evitar eleições antecipadas no país.

A proposta de reproduzir a coalizão na Úmbria foi lançada pelo líder do movimento, o chanceler Luigi Di Maio, no início da semana, e tem o mesmo objetivo da aliança em âmbito nacional: derrotar a Liga, partido de extrema direita liderado por Matteo Salvini e que encabeça todas as pesquisas de popularidade na Itália.

Apenas filiados ao M5S poderão participar do referendo online na Rousseau, plataforma que já havia sido usada para aprovar o acordo nacional com o PD – nunca uma votação feita por essa ferramenta contrariou os projetos da liderança do M5S.

A ideia de Di Maio é formar um “pacto cívico” na Úmbria para apoiar um candidato independente contra a senadora Donatella Tesei, postulante da Liga a governadora. “Já identificamos dois perfis de alto nível que representam o melhor da sociedade civil”, afirmaram fontes do M5S, que garantem que o projeto seguirá mesmo sem a participação do PD.

“Temos uma vontade em comum de trabalhar até o último momento para uma convergência nos programas e para melhorar a vida dos cidadãos da Úmbria”, disse o líder do Partido Democrático na região, Walter Verini. (ANSA)