BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Luigi Di Maio tem liderança questionada no M5S

26 de setembro de 2019 - Por Comunità Italiana
Luigi Di Maio tem liderança questionada no M5S

Senadores assinaram documento pedindo alterações

Após a cisão provocada pelo ex-primeiro-ministro Matteo Renzi no Partido Democrático (PD), outra legenda da base aliada do governo italiano enfrenta uma ameaça de levante: o populista Movimento 5 Estrelas (M5S).

Na terça-feira da semana passada (24), durante uma reunião para eleger o novo líder do M5S no Senado, 70 dos 107 membros do partido na Câmara Alta assinaram um documento que pede mudanças no estatuto dos grupos parlamentares do movimento, com o objetivo de criar um modelo de gestão mais compartilhada.

A medida coloca em xeque o líder do M5S, o ministro das Relações Exteriores Luigi Di Maio, justamente no momento em que ele está em Nova York para a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

“Pedimos em voz alta uma intervenção de Beppe Grillo”, disse o senador Mario Giarrusso, em relação ao comediante que fundou o M5S, mas se afastou da vida partidária no fim de 2017, quando Di Maio foi eleito líder político do movimento.

De lá para cá, o atual chanceler guiou o partido à maior vitória de sua história, nas eleições de março de 2018, quando alcançou quase 33% dos votos, e se tornou vice-premier e ministro do Desenvolvimento Econômico no governo de aliança com a ultranacionalista Liga, de Matteo Salvini.

Não demorou muito, no entanto, para Di Maio ser eclipsado por Salvini, que ganhou popularidade com sua cruzada contra migrantes e refugiados. Enquanto isso, o M5S colecionava derrotas em eleições regionais, culminando na terceira colocação na votação para o Parlamento Europeu, em maio passado, atrás da Liga e até do PD, que havia sofrido a pior derrota de sua história apenas um ano antes.

Di Maio chegou a ter sua liderança submetida a um referendo online na plataforma Rousseau, a ferramenta de democracia direta do M5S, mas foi reconduzido ao cargo com 80% dos votos. O pleito, no entanto, não foi suficiente para aplacar a insatisfação contra a liderança de Di Maio dentro do movimento.

As negociações para a aliança com o PD contribuíram para desgastar o ministro. Di Maio se mostrava aberto a reconstruir a coalizão com Salvini, mas sua posição era minoritária nas bancadas do M5S no Parlamento. O embate forçou Grillo a intervir no partido, como não fazia desde 2017, ao convocar uma reunião com os expoentes do movimento e declarar encerrada a experiência com a Liga.

“Como ele vai passar grande parte do tempo fora da Itália [como ministro das Relações Exteriores], não poderá continuar administrando o movimento. Precisamos de uma reviravolta”, explicou o senador Emanuele Dessì, um dos signatários da petição.

Ele também tentou contemporizar, afirmando que o objetivo dos 70 senadores é “modificar o regulamento” da bancada, e não questionar a liderança de Di Maio. “Esse processo foi instrumentalizado para atacar o M5S e seu líder”, justificou.

O fato é que o chanceler está sob pressão para reorganizar a estrutura do partido e abrir mão de parte de seu poder. “Fui eleito líder político com 80% da preferência, não com 100%, e é justo que existam pessoas em desacordo. Algumas pessoas que eu poderia definir como amigas me ligaram para dizer que é um grande mal-entendido”, disse Di Maio, em Nova York.

Apesar da turbulência, o chanceler ainda conta com a confiança de Grillo e do consultor de tecnologia Davide Casaleggio, “donos” do partido. (ANSA)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1342
            [name] => Luigi Di Maio
            [slug] => luigi-di-maio
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1342
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 59
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 392
            [name] => M5S
            [slug] => m5s
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 392
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 88
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 3409
            [name] => ministério das relações exteriores da itália
            [slug] => ministerio-das-relacoes-exteriores-da-italia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 3409
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 7
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Com medidas de distanciamento e sanitização, pontos turísticos da Itália estão programando reabertura para visitantes a partir de junho. Você pretende viajar para o exterior antes do fim do ano?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 00h59
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.