BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Lufthansa volta a negociar compra da Alitalia

01 de novembro de 2019 - Por Comunità Italiana
Lufthansa volta a negociar compra da Alitalia

O grupo alemão, contudo, fez exigências para entrar na operação

A companhia aérea alemã Lufthansa enviou uma carta à estatal italiana Ferrovie dello Stato (FS) afirmando que está disposta a fazer um “importante investimento” na Alitalia. 

A FS lidera o consórcio que comprará a maior empresa de aviação civil da Itália, mas ainda não conseguiu chegar a um acordo com seus sócios na empreitada: a americana Delta Air Lines, a holding italiana Atlantia e o Ministério da Economia e das Finanças do país europeu.

Segundo fontes que tiveram acesso à carta da Lufthansa, a empresa alemã condiciona sua participação no resgate a uma “redução significativa no gasto com aviões, a um redimensionamento da frota e da malha, a um aumento da produtividade e a um acordo preventivo com sindicatos para diminuição de custos”.

O documento é assinado pelo diretor comercial da Lufthansa, Harry Hohmeister, e também exige que a empresa alemã e a Atlantia sejam “sócias majoritárias” na nova Alitalia. O grupo alemão já havia mostrado interesse pela companhia italiana nos últimos anos, mas sempre exigiu uma reestruturação para entrar no negócio.

A ideia seria repetir o processo feito com a Swiss, salva da falência pela Lufthansa em 2005 e que hoje tem uma operação saudável. A empresa alemã também era resistente à ideia de ter uma sociedade com o governo italiano.

No plano atual, FS e Atlantia teriam 35% das ações cada uma, enquanto o Ministério da Economia e a Delta dividiriam igualmente os 30% restantes. Com isso, o Estado italiano teria pelo menos 50% de participação na companhia aérea.

Há dois anos, quando a Lufthansa negociava a compra da Alitalia, o grupo previa demitir 6 mil funcionários, mas o plano do consórcio liderado pela FS fala em um corte de 2,5 mil postos de trabalho.

Sob intervenção desde maio de 2017, a Alitalia sobreviveu graças a empréstimos do governo, que serão restituídos no momento de sua venda. Seus acionistas são a holding Compagnia Aerea Italiana (CAI), com 51%, e o grupo árabe Etihad Airways, com 49%. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 324
            [name] => alitalia.
            [slug] => alitalia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 324
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 36
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1104
            [name] => Lufthansa
            [slug] => lufthansa
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1104
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 6
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Em meio à crise do novo coronavírus, Itália e Brasil decidiram por repatriar seus cidadãos presentes na cidade chinesa de Wuhan. Você concorda com essa medida?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 15h16
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.