O vice-primeiro-ministro italiano, Luigi Di Maio, líder do Movimento 5 Estrelas (M5S, antissistema), anunciou ter se reunido na terça-feira (5), na França, com lideranças do movimento de protesto francês “coletes amarelos”

“Hoje (…) demos um pulo na França e nos encontramos com o líder dos ‘coletes amarelos’ Christophe Chalençon e os candidatos às eleições europeias da chapa RIC, de Ingrid Levavasseur”, anunciou Di Maio nas redes sociais.

Ele mencionou “um belo encontro, o primeiro de muitos outros, no qual falamos dos nossos países, sobre os direitos sociais e a democracia direta”.

“O vento da mudança cruzou os Alpes. Repito: o vento da mudança cruzou os Alpes”, concluiu.

O M5S informou que o encontro ocorreu na região parisiense e foi marcada a data para uma nova entrevista “nas próximas semanas” em Roma.

No começo de janeiro, Di Maio deu seu apoio ao movimento dos “coletes amarelos”.

“Não fraquejem!”, disse-lhes no blog do M5S, movimento político atípico nascido em 2009 no âmbito do repúdio à velha classe política pelos italianos.

(AFP)