A Juventus deu mais um passo rumo a um novo título de campeão italiano ao vencer o Cagliari por 2 a 0 nesta terça-feira (2), na abertura da 30ª rodada da Serie A.

Apesar de não contar com Cristiano Ronaldo, Paulo Dybala e Mario Mandzukic, lesionados, a Juve teve poucos problemas para somar os três pontos diante do Cagliari (13º) em uma partida que acabou em meio a um clima muito tenso, depois que alguns jogadores do líder do campeonato denunciaram terem sido vítimas de ofensas racistas.

A partida foi interrompida durante alguns instantes e o francês Blaise Matuidi, que já havia recebido ataques racistas no ano passado na ilha mediterrânea, se mostrou bastante incomodado com a situação, pedindo ao árbitro para que encerrasse o jogo.

Tudo aconteceu depois que o jovem italiano Moise Kean decretou a vitória marcando o segundo gol depois de receber um passe de Emre Can (85).

Foi o quarto gol do atacante nos últimos seis jogos do campeonato.

Na primeira etapa, o zagueiro Leonardo Bonucci havia aberto o marcador com uma cabeçada após um escanteio (22).

Com esta vitória, a Juventus ficou com 18 pontos de vantagem sobre o Napoli, que nesta quarta-feira (3) vai jogar contra o Empoli (18º).

(AFP)