BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Itália propõe ‘centros de proteção’ em países pobres

Itália propõe ‘centros de proteção’ em países pobres

24 de junho de 2018 - Por Comunità Italiana
Itália propõe ‘centros de proteção’ em países pobres

 

A Itália apresentou neste domingo (24) sua proposta para enfrentar a crise migratória e humanitária no Mediterrâneo e para distribuir o peso do primeiro acolhimento entre todos os países da União Europeia, durante uma cúpula informal de 16 Estados-membros em Bruxelas, na Bélgica

O programa inclui seis premissas e 10 objetivos, como a criação de “centros de proteção internacional” nos países de trânsito de deslocados externos, como a Líbia, que, na prática, não existe enquanto nação desde a queda de Muammar Kadafi, em 2011.

O desejo da Itália é que pessoas que fogem de perseguições e guerras possam pedir refúgio na União Europeia antes mesmo de entrar no bloco. Além da Líbia, Roma cita o Níger como possível candidato a receber esses centros de proteção.

Ambos abrigam proporcionalmente mais refugiados e solicitantes de refúgio que a maior parte dos países da UE, inclusive a Itália. O Níger, além disso, tem o segundo menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no mundo.

Esses locais, segundo a proposta levada a Bruxelas pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte, teriam gestão europeia. Roma também propõe a instalação de centros de acolhimento em outros países europeus, não apenas nas nações mediterrâneas. A proposta é uma versão alternativa do sistema de cotas já introduzido pela UE, mas desrespeitado pelos Estados-membros do leste, principalmente Hungria, Polônia, República Tcheca e Eslováquia.




A Itália deseja superar o “princípio da primeira chegada”, por meio do qual um solicitante de refúgio na União Europeia deve ficar sob a responsabilidade do país de entrada no bloco. Além disso, o novo governo italiano não quer mais que as pessoas resgatadas no Mediterrâneo sejam levadas necessariamente para o porto seguro mais próximo, como mandam as normas internacionais.

Por sua vez, Espanha e França apresentaram uma proposta que prevê a criação de “centros fechados” para solicitantes de refúgio nos países de chegada e a consequente redistribuição de quem tiver direito a proteção internacional. O programa de Paris e Madri é rechaçado por Roma.

A cúpula informal deste domingo reúne apenas 16 dos 28 Estados-membros da União Europeia: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Eslovênia, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Itália, Luxemburgo, Malta e Suécia.

A reunião é uma preparação para a cúpula do Conselho Europeu de 28 e 29 de junho, também em Bruxelas.

(Agência ANSA)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 3826
            [name] => Centro de Proteção
            [slug] => centro-de-protecao
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 3826
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 3825
            [name] => Países Pobres
            [slug] => paises-pobres
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 3825
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 2
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

O Ministério da Educação da Itália lançou uma circular em que proíbe o uso de celulares e dispositivos eletrônicos análogos em salas de aula de todo o país. Você concorda com a medida?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 22h56
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.