BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Itália irá exigir passe sanitário para entrada em locais de cultura e lazer

23 de julho de 2021 - Por Comunità Italiana
Itália irá exigir passe sanitário para entrada em locais de cultura e lazer

Documento deve comprovar se a pessoa foi vacinada com pelo menos uma dose ou se testou negativo para a Covid

A Itália anunciou na quinta-feira (22) que vai começar a exigir um comprovante de saúde para quem quiser acessar centros esportivos, museus e cinemas e áreas internas de restaurantes e bares. O documento deve comprovar se a pessoa foi vacinada com pelo menos uma dose ou se testou negativo para a Covid. A medida entra em vigor em 5 de agosto.

As novas regras também valerão para espetáculos ao ar livre, centros termais, piscinas públicas, academias, feiras, congressos, concursos, teatros e cinemas. Na prática, o governo decidiu estender para esses segmentos a exigência do chamado “passe verde”.

Pensado inicialmente para viagens na União Europeia, esse documento é concedido a três categorias: pessoas totalmente vacinadas contra a Covid-19 ou que tenham tomado a primeira dose há pelo menos 15 dias; curados da doença nos seis meses anteriores; ou indivíduos que testem negativo em exames PCR ou de antígeno nas 48 horas anteriores.

“Queremos evitar que um aumento de contágios resulte em novos fechamentos, e o instrumento que nós temos é a vacina. Por isso, a mensagem é para que se vacinem”, declarou o ministro da Saúde, Roberto Speranza, em entrevista coletiva.

O Conselho de Ministros também aprovou um decreto que amplia o estado de emergência por mais cinco meses, até 31 de dezembro, em meio ao aumento de casos e à preocupação com a variante Delta, de maior poder de transmissão e que já representa 87,2% dos casos no país. 

Longe dos cerca de 40.000 casos diários registrados em novembro, pico da pandemia no país, os casos voltaram a crescer consideravelmente. O país saiu de uma média de 727 novas infecções em 1º de julho para 3.070 na terça-feira 20, segundo dados do projeto Our World in Data.

Por sua vez, o primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, afirmou que, deste modo, “os italianos poderão continuar se divertindo, mas com a garantia de que estarão entre pessoas que não estão contagiosas”, defendendo o decreto como “uma medida que gera serenidade”.

O objetivo do Executivo, além de conter o vírus, é reforçar a campanha de vacinação, como aconteceu na França. A exigência fez com que os franceses corressem até os postos de vacinação para receber as doses dos imunizantes. Na última quarta-feira, 14, o número de pessoas vacinadas em um dia foi recorde: 1,3 milhão de pessoas.

Ao todo, 61% da população já receberam a primeira dose, enquanto 45,8% estão completamente imunizados. Há, no entanto, resistência entre setores da população. 

A aprovação do decreto, que ainda precisa passar pelo Parlamento, dividiu membros da coalizão governista entre os partidários a estender o uso do certificado, geralmente as forças de esquerda, e os que querem usá-lo o menos possível, como a Liga, da extrema-direita.

Assim como solicitado pelo partido, o certificado não será exigido em transportes públicos, embora o governo tenha se comprometido a estudar o tema a partir de setembro, depois do verão.

Protestos contra a medida

Um grupo de manifestantes se reuniu na noite de quinta-feira, na piazza Castello, em Turim, para protestar contra a vacinação obrigatória e o uso do certificado de cura da Covid-19 ou exame negativo para acessar áreas fechadas de bares e restaurantes.

A iniciativa foi organizada em um evento online e, segundo a Divisão de Investigações Gerais e Operações Especiais (Digos), mobilizou pelo menos 2 mil italianos.

De acordo com os representantes do movimento, porém, há pelo menos o dobro de pessoas presentes no ato. “Vamos mostrar a todos o que significa homens livres”, enfatizou um dos palestrantes, enquanto o grupo gritava por “liberdade”.

No palco provisório montado na praça italiana, o professor universitário e candidato a prefeito da capital piemontesa por uma lista cívica, Ugo Mattei, também está entre os presentes.

Durante a iniciativa, foi possível ouvir gritos contra o passe verde e a obrigação de tomar a vacina contra a Covid-19, além de críticas ao comissário extraordinário para a emergência sanitária, general Francesco Figliuolo.

O advogado italiano, Maurizio Giordano, por sua vez, argumentou que o certificado sanitário é “contra a lei europeia”.

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 6438
            [name] => Coronavírus
            [slug] => coronavirus
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 6438
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1473
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 6564
            [name] => Covid-19
            [slug] => covid-19
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 6564
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1353
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 669
            [name] => Cultura
            [slug] => cultura
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 669
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 16
            [filter] => raw
        )

    [3] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 9285
            [name] => Lazer
            [slug] => lazer
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 9285
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1
            [filter] => raw
        )

    [4] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 6602
            [name] => Pandemia
            [slug] => pandemia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 6602
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1278
            [filter] => raw
        )

    [5] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 9182
            [name] => Passe Sanitário
            [slug] => passe-sanitario
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 9182
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 15
            [filter] => raw
        )

    [6] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 9183
            [name] => Passe Verde
            [slug] => passe-verde
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 9183
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 9
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Grupo de partidos e associações da Itália iniciaram campanha para convocar um plebiscito sobre a descriminalização do cultivo e do uso da maconha. Você é a favor da liberação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 20h21
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.