Autoridades italianas tentam localizar o mafioso Rocco Morabito, da ‘Ndrangheta, organização criminosa da região da Calábria. Ele conseguiu escapar de uma prisão em Montevidéu, no Uruguai, e a polícia considera a possibilidade do mafioso ter buscado esconderijo no Brasil.

Morabito, quando foi detido em 2017, depois de passar mais de 20 anos como foragido, portava documentos brasileiros falsos. Segundo a emissora VTV Noticias, o serviço secreto do Uruguai tinha alertado as autoridades há um ano sobre o risco de fuga do mafioso. No entanto a informação não foi levada em consideração pelo Ministério do Interior do país.

A emissora exibiu um documento de 6 de junho de 2018, que fazia uma previsão de fuga exatamente como aconteceu. O serviço secreto afirmou no documento que Morabito poderia sair pelo sexto andar da prisão, passando por um túnel dentro do teto de um supermercado e chegando a um apartamento ao lado do centro penitenciário.

De fato, a fuga foi confirmada pelas autoridades do Uruguai com a mesma dinâmica: com outros três detentos, Morabito fugiu por meio de uma passagem no teto e pulou para um prédio residencial adjacente ao presídio. No edifício, o grupo entrou em um apartamento por uma janela, assaltou a proprietária, uma senhora de 80 anos identificada como Élida Ituarte, e escapou.   

O mafioso, de 53 anos de idade, é conhecido mundialmente como “o rei da cocaína” e já esteve na lista dos criminosos mais procurados da Itália. Preso no Uruguai, ele aguardava um processo de extradição.