BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Itália esvazia lei que obriga crianças a se vacinarem

05 de julho de 2018 - Por Comunità Italiana
Itália esvazia lei que obriga crianças a se vacinarem

 

Pais só precisarão apresentar “autocertificado” para comprovar

(ANSA) – O governo da Itália apresentará uma medida que, na prática, esvaziará os efeitos de um projeto da gestão anterior que proíbe a entrada na escola de crianças que não estejam com a vacinação em dia.

A regra, aprovada durante o mandato do centro-esquerdista Paolo Gentiloni (2016-2018), foi duramente criticada pelo antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S) e pela ultranacionalista Liga, que agora governam o país.

A nova medida que o Ministério da Saúde apresentará nesta quinta-feira (5) não derruba a obrigatoriedade da vacinação para crianças, mas diz que, para conseguir a presença de seus filhos nas escolas, os pais poderão apresentar uma “autocertificação”, ao invés do comprovante emitido pela Empresa Sanitária Local (ASL, na sigla em italiano), como previsto pela lei.

O prazo para os genitores entregarem esse certificado terminaria em 10 de julho. “Trata-se de uma significativa simplificação do ônus documental sobre os pais”, declarou a ministra da Saúde Giulia Grillo, durante uma sabatina nesta quarta-feira (4) no Parlamento.

O “contrato de governo” entre M5S e Liga defende a vacinação, mas critica essa exigência para o acesso de crianças à educação. No entanto, o ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, secretário do partido ultranacionalista, disse recentemente que exigir 10 vacinas é “inútil e, em muitos casos, perigoso”.

Com a crescente força dos movimentos antivacinas no país, o Ministério da Saúde deve promover uma campanha de informação sobre sua eficácia e sua importância para a prevenção.

Atualmente, as vacinas obrigatórias na Itália protegem contra poliomielite, difteria, tétano, hepatite B, coqueluche, sarampo, caxumba, varicela, rubéola e Haemophilus influenzae tipo b, que, entre outras coisas, causa meningites bacterianas.

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 426
            [name] => crianças
            [slug] => criancas
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 426
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 9
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1176
            [name] => Vacinação
            [slug] => vacinacao
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1176
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 4
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Com medidas de distanciamento e sanitização, pontos turísticos da Itália estão programando reabertura para visitantes a partir de junho. Você pretende viajar para o exterior antes do fim do ano?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 20h13
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.