Início » Itália estuda transformar imóveis ociosos em residências para estudantes universitários

Itália estuda transformar imóveis ociosos em residências para estudantes universitários

11 de maio de 2023 - Por Comunità Italiana
Itália estuda transformar imóveis ociosos em residências para estudantes universitários

A ministra da Universidade e da Pesquisa da Itália, Anna Maria Bernini, revelou nesta quinta-feira (11) que o governo está fazendo uma análise para que prédios e construções atualmente ociosas sejam transformadas em residências para estudantes universitários. Há semanas, há protestos de jovens por todo o país cobrando uma solução para a elevação dos preços dos aluguéis para eles.

“Nós pedimos um censo sobre os imóveis ociosos para que sejam colocados à disposição. Há um problema grave em encontrar imóveis disponíveis nas províncias e pedi a colaboração dos governos das cidades, províncias e prefeitos das áreas metropolitanas”, afirmou a ministra a “Radio 24”.

Segundo Bernini, o governo atual, que assumiu no fim de outubro, “já disponibilizou 400 milhões de euros para alojamentos de estudantes e 500 milhões de euros para bolsas de estudo, isso é quase 1 bilhão de euros do orçamento”. A ministra ainda afirmou que o governo garante, “no momento, a entrega de mais 7,5 mil leitos”.

Os protestos, com a implementação de acampamentos, também ocorrem na frente da sede da pasta.

“Estamos cansamos. Depois de Milão, Bolonha, Florença, Turim e outras cidades, e depois que, em Roma, as tendas apareceram em frente à Universidade de Tor Vergata, decidimos trazer o protesto diretamente no Ministério da Universidade e Pesquisa”, afirmaram os universitários. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 17h59
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.