BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Itália aprova decreto que implementa ‘renda de cidadania’

18 de janeiro de 2019 - Por Matheus Sousa
Itália aprova decreto que implementa ‘renda de cidadania’

 

Programa pagará benefício mensal para pessoas pobres

Nesta quinta-feira (17), o governo da Itália aprovou o decreto-lei que implementa a chamada “renda de cidadania”, programa historicamente defendido pelo antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), e também uma mudança no sistema previdenciário bancada pela ultranacionalista Liga.

Os dois projetos são a principal razão para o governo aumentar a meta de déficit fiscal do país, quase resultando no veto do orçamento de 2019 pela União Europeia. Bruxelas só concordou após a Itália propor uma projeção de 2,04% do PIB – a meta inicial era de 2,4%.

Desde que surgiu, no fim da década passada, o M5S pregava a criação de uma renda básica universal para os cidadãos, mas o estado das finanças italianas permitiu um projeto menos ambicioso. Ainda assim, fornecerá um subsídio mensal para cerca de 1,375 milhão de famílias.

O governo prevê gastar 6,1 bilhões de euros em 2019 com o programa, que entrará em vigor em abril e começará a ser pago em maio, o que garante um benefício médio mensal de pouco mais de 554 euros a cada família (cerca de R$ 2,37 mil).

Para ter acesso, o núcleo não poderá ter renda superior a 12,6 mil euros por ano (1.050 por mês), enquanto para solteiros o limite será de 6 mil euros por ano (500 por mês).

Além disso, os interessados não poderão ter patrimônio imobiliário – à exceção do primeiro imóvel – superior a 30 mil euros nem mais do que 6 mil euros de saldo no banco (o valor deste último requisito sobe para 10 mil euros no caso de famílias numerosas).

O valor mínimo do benefício será de 500 euros por família (no caso de solteiros), e o máximo, de 1.050 (um casal, um filho maior de idade e duas crianças). O programa também prevê uma contribuição extra de 280 euros por mês para quem vive de aluguel.

A renda estará disponível para italianos, cidadãos da União Europeia e outros estrangeiros, mas desde que tenham vivido no país durante 10 anos, sendo os dois últimos de forma contínua. O período máximo de usufruto será de 18 meses, podendo ser renovado após uma pausa de um mês.

Os beneficiários se inscreverão em uma plataforma de empregos, e a primeira oferta dentro de 12 meses poderá ser em um raio de 100 quilômetros a partir de sua residência; a segunda, em um raio de 250 quilômetros; e a terceira, em toda a Itália. Quem rejeitar três propostas seguidas perderá o benefício.

“Não será inteligente recusar a primeira proposta, porque a segunda será mais longe, e a terceira, em toda a Itália”, disse o ministro do Trabalho e vice-premier, Luigi Di Maio, que chamou essas normas de “antisofá”.

Quem não puder trabalhar terá de participar por até oito horas semanais de “projetos úteis à sociedade definidos pela prefeitura”. O decreto ainda pune com dois a seis anos de prisão quem fornecer dados falsos.

Aposentadoria

Já a mudança nas regras de aposentadoria prevê a introdução da chamada “cota 100”, que permite a saída do mercado de trabalho quando o cidadão atingir 62 anos de idade e pelo menos 38 anos de contribuição.

A medida funcionará em caráter experimental e valerá apenas para o triênio 2019-2021. O governo calcula que a “cota 100” poderá ser solicitada por cerca de 1 milhão de pessoas. “Querer é poder, ou, como disse Walt Disney, se você pode sonhar, você pode fazer. Hoje me sinto muito poético”, brincou o ministro do Interior e também vice-premier, Matteo Salvini.

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 2465
            [name] => decreto
            [slug] => decreto
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 2465
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 11
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 199
            [name] => Itália
            [slug] => italia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 199
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1034
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1342
            [name] => Luigi Di Maio
            [slug] => luigi-di-maio
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1342
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 52
            [filter] => raw
        )

    [3] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 392
            [name] => M5S
            [slug] => m5s
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 392
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 86
            [filter] => raw
        )

    [4] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 297
            [name] => matteo-salvini
            [slug] => matteo-salvini
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 297
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 131
            [filter] => raw
        )

    [5] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 4866
            [name] => renda de cidadania
            [slug] => renda-de-cidadania
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 4866
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 5
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Futebol italiano se mobiliza contra racismo. Você acha que gritos preconceituosos devem ser punidos em estádios?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 12h47
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.