BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Inflação na Itália registra alta de 0,3% em setembro

Inflação na Itália registra alta de 0,3% em setembro

30 de setembro de 2022 - Por Comunità Italiana
Inflação na Itália registra alta de 0,3% em setembro

A inflação na Itália registrou em setembro alta de 0,3% na comparação com agosto e de 8,9% em relação ao mesmo período de 2021, de acordo com dados preliminares divulgados nesta sexta-feira (30) pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat). Segundo o órgão, o avanço do Índice Nacional de Preços de Consumo para a Coletividade (NIC) foi puxado não apenas pelo custo da energia, mas também pela inflação da cesta básica, que fechou o mês com alta de 11,1% na comparação com o ano passado, maior valor desde julho de 1983.

Já os preços de energia apresentaram expansão anualizada de 44,5% – em agosto, esse índice havia sido de 44,9%. A inflação acumulada em 2022, de acordo com o Istat, é de 7,1%, alta de 0,1 ponto sobre agosto.

Preço da energia doméstica na Itália aumentará 59%

A Autoridade Reguladora de Energia, Redes e Ambiente (ARERA) da Itália anunciou na quinta-feira (29) que os preços da energia elétrica doméstica no território italiano vão aumentar 59% a partir do próximo mês.

Segundo dados de 2021 da agência, a mudança, que diz respeito ao aumento do valor da energia no atacado, afetará 41,5% dos lares italianos.

Em comunicado, a autoridade explica que as condições do mercado teriam provocado um aumento de preço muito maior de “cerca de 100%”, mas a ARERA interveio “excepcionalmente” para amortecer a elevação.

“Com uma intervenção extraordinária, julgada necessária devido às condições extremamente graves da situação, a ARERA limita o aumento dos preços da eletricidade para as famílias ainda sob proteção e, mantendo-se em níveis muito elevados, evita a duplicação”, explica a nota.

De acordo com o órgão de fiscalização da Itália, a diferença entre os preços de eletricidade previstos e reais no último trimestre, que deveria ter sido adicionada à conta, não foi levado em consideração. Apesar de ser um “cálculo necessário”, foi adiado.

Desta forma, a fatura anual de eletricidade para a família italiana será de aproximadamente 1.322 euros em 2022, contra cerca de 632 euros em 2021.

“Preços nunca vistos antes estão a caminho das contas de eletricidade dos italianos”, afirmou o diretor da Divisão de Energia da Arera, Massimo Ricci, após a atualização do preço.

“Independentemente do aumento percentual, é um percentual que se aplica a preços já muito altos e, portanto, chegamos a preços nunca vistos antes”, O primeiro-ministro demissionário da Itália, Mario Draghi, também comentou sobre a valor mais caro da energia, principalmente no momento em que a guerra da Rússia na Ucrânia afeta os preços no setor em toda a Europa.

“A crise energética exige da Europa uma resposta que permita reduzir os custos para as famílias e as empresas, limitar os ganhos excepcionais obtidos pelos produtores e importadores, evitar distorções perigosas e injustificadas do mercado interno e manter a Europa novamente unida frente à emergência”, disse ele.

Segundo Draghi, “diante das ameaças comuns do nosso tempo, não podemos dividir-nos de acordo com o espaço dos nossos orçamentos nacionais”. “Nos próximos Conselhos Europeus devemos nos mostrar compactos, determinados, solidários – tal como temos sido ao apoiar a Ucrânia”, acrescentou.

Já a possível futura premiê da Itália, a deputada Giorgia Meloni, do partido de extrema direita Irmãos da Itália, disse que “nenhum Estado membro pode oferecer soluções eficazes e de longo prazo por conta própria na ausência de uma estratégia comum, nem mesmo aqueles que parecem ser menos vulneráveis financeiramente”.

“Por isso, a esperança é que o bom senso prevaleça no Conselho de Energia de amanhã”, enfatizou ela, acrescentando que, “perante o desafio da crise energética, é necessária uma resposta imediata a nível europeu para proteger as empresas e as famílias”. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 12262
            [name] => Cesta Básica
            [slug] => cesta-basica
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 12262
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 907
            [name] => energia
            [slug] => energia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 907
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 24
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1246
            [name] => Inflação
            [slug] => inflacao
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1246
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 22
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Você acredita que ainda pode haver uma reviravolta em relação às eleições brasileiras?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 17h57
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.